Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

15 Fevereiro de 2018 | 01h48 - Actualizado em 15 Fevereiro de 2018 | 01h49

Zimbabwe: Morgan Tsvangirai morre aos 65 anos

Harare - O líder da oposição do Zimbabwe, Morgan Tsvangirai, morreu nesta quarta-feira, em Joanesburgo, na África do Sul, vitima de um câncer, confirmou o vice-presidente do partido Movimento para a Mudança Democrática, Elias Mudzuri.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Primeiro Ministro do Zimbabue Morgan Tsvangirai

Foto: Arquivo

O antigo primeiro-ministro do Zimbabwe tinha 65 anos e sofria de cancro do cólon há dois anos. A situação clínica deteriorou-se rapidamente nos últimos dias, apesar de estar a em tratamento na África do Sul. “Morreu esta tarde. Foi a sua família que mo comunicou”, disse o vice-presidente do Movimento para a Mudança Democrática, Elias Mudzuri, citado pela Reuters

"É uma pena anunciar que perdemos um ícone da luta pela democracia", afirmou Mudzuri em sua conta no Twitter.

A morte de Morgan Tsvangirai acontece nas vésperas das primeiras eleições desde que o regime de Robert Mugabe caiu. O partido da oposição tem agora que escolher um novo líder para disputar o poder contra a União Nacional Africana do Zimbabwe, partido actualmente no poder e fundado por Robert Mugabe. 

A carreira política de Tsvangirai foi marcada pela luta contra o regime do ex-Presidente, Robert Mugabe. Foi preso inúmeras vezes e alvo de quatro atentados.

Morgan Tsvangirai fundou o Movimento para a Mudança Democrática em 1999 e foi o eterno adversário de Mugabe, líder autoritário removido em Novembro.

Nascido em 1952, Tsvangirai, ex-operário do sector têxtil e contra-mestre de minas, foi sindicalista antes de passar a presidir, em 1988, o poderoso Congresso de Sindicatos do Zimbabwe (ZCTU).

No final dos anos 1990, demonstrou seu carisma e capacidade de mobilização, lançando uma série de greves gerais contra o governo.

O ex-líder sindical sofreu surras, prisões e acusações de traição por sua oposição a Mugabe.

Tsvangirai dizia ter sido objecto de quatro tentativas de assassinato, uma delas em 1997.

Este ano, devia ser o candidato oficial do Movimento para a Mudança Democrática para a eleição presidencial, para competir com o presidente Emmerson Mnangagwa, sucessor de Mugabe.

Mas na quarta-feira, Tsvangirai cedeu o lugar à frente do partido a um de seus três vice-presidentes, Nelson Chamisa.

Assuntos Zimbabwe  

Leia também
  • 10/02/2018 17:16:32

    Zimbabwe: Governo exclui devolução de terras confiscadas aos brancos

    Harare - O governo zimbabweano exclui a possibilidade de devolver aos fazendeiros brancos, todas as terras confiscadas no quadro de uma reforma agrária controversa do governo do antigo presidente Robert Mugabe, advertiu neste sábado, em Harare, o novo chefe de Estado Emmerson Mnangagwa, citado pela AFP.

  • 08/02/2018 15:15:46

    Zimbabwe: Tsvangirai nomeia Presidente interino do MDC

    Harare - O líder do Movimento para Mudança Democrática (MDC), o maior partido da oposição no Zimbabwe, Morgan Tsvangirai, nomeou quarta-feira, em Harare, um dos seus três deputados como presidente interino enquanto estiver em tratamento médico de um câncer na vizinha África do Sul, noticiou a AIM.

  • 07/02/2018 18:38:20

    Zimbabwe: Morgan Tsvangirai nomeia um substituto

    Harare - Morgan Tsvangirai, líder da oposição zimbabweana e presidente do Movimento para Mudança Democrática (MDC), encarregou o antigo sindicalista Nelson Chamisa, para assegurar a liderança interina do partido, enquanto estiver em tratamento na África do Sul.