Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

15 Outubro de 2018 | 11h52 - Actualizado em 15 Outubro de 2018 | 11h52

UA analisa mecanismos para desenvolver sector agrícola africano

Addis Abeba - A União Africana (UA) destacou a importância da parceria público-privada com o objectivo de catalisar investimentos no desenvolvimento do agronegócio no continente, noticia nesta segunda-feira a agência Prensa Latina.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Logitipo da União Africana (UA)

Foto: Francisco Miúdo

A fim de encontrar mecanismos eficazes a este respeito, a UA realiza um workshop que analisará os relatórios preparados por representantes de oito Estados membros, nomeadamente a Côte d’Ivoire, a Etiópia, o Ghana, o Quénia, o Rwanda, a África do Sul, o Uganda e a Zâmbia.

Para a UA, esta acção permitirá a concepção e implementação de políticas adequadas para o sector agrícola, em consonância com várias partes interessadas”, na opinião da UA.

Segundo a organização panafricana, o vinculo público-privado mostrou em estudos recentes maiores benefícios em termos de ligação entre os agricultores e o mercado, bem como a criação de empregos nas áreas rurais e cidades.

O oficial de Agronegócios da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) no Quénia, Tito Arunga, reiterou que África possui potencial para produzir alimentos suficientes uma vez que os esforços para a melhoria das oportunidades de obter rendimentos adquiriram mais protagonismo.

"Temos de garantir que os nossos sistemas alimentares se tornem eficientes, resilientes e inclusivos, a fim de proporcionar a quantidade suficiente para o consumo interno e podermos nos posicionar a nível mundial", precisou.

Por sua vez, a chefe da Divisão de Economia Rural da Comissão da UA, Janet Edeme, sublinhou que, num contexto de recursos governamentais limitados, as parcerias inovadoras que reúnem empresários, governos, pequenos agricultores e actores da sociedade civil são cada vez mais como um mecanismo para reunir financiamento, conhecimento tecnológico, aumentar a eficiência e mitigar os riscos de negócios no estrangeiro.

Assuntos Agricultura   União Africana   África  

Leia também