Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

18 Dezembro de 2019 | 12h24 - Actualizado em 19 Dezembro de 2019 | 11h30

Presidente francês solidário com Níger após ataque de Inates

Niamey - O Presidente francês, Emmanuel Macron, enviou uma mensagem de condolências ao seu homólogo nigerino, Mahamadou Issoufou, depois do "terrível drama de Inates? ocorrido a 10 de Dezembro corrente e que matou 71 soldados nigerinos, soube a PANA de fonte oficial em Niamey.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Presidente francês, Emmanuel Macron (arquivo)

A mensagem foi entregue, terça-feira última, ao seu destinatário pelo embaixador da França no Níger, Alexandre Gracia, de acordo com a fonte.

"Vamos triunfar o terrorismo", declarou à imprensa Alexandre Garcia, no termo de uma audiência que lhe concedeu o Presidente nigerino.

O diplomata francês lembrou que os dois estadistas já tinham conversado logo depois do ataque.

"Desta vez, o Presidente francês expressou por escrito a sua solidariedade e o seu apoio ao Presidente Issoufou, ao Governo, ao povo e às famílias dos desaparecidos”, acrescentou.

"Neste momento difícil", prosseguiu o diplomata francês, "reafirmamos o nosso apoio, a nossa fraternidade de armas ao Níger neste combate contra o terrorismo.”

Garantiu que o seu país está ao lado do Níger, frisando que "vamos permanecer lá, confiantes na continuação do combate."

Assuntos Violência  

Leia também
  • 17/12/2019 13:02:24

    Confronto entre civis e militares deixa um morto e dois feridos em Cabo Delgado

    Maputo - Uma pessoa morreu e duas outras ficaram feridas na sequência de confrontos entre populares e as Forças Armadas moçambicanas no distrito de Muidumbi, província de Cabo Delgado, disseram hoje à Lusa testemunhas.

  • 04/12/2019 09:20:22

    Linha de denúncia de grupos armados acalma contestação na RDC

    Kinshasa - O clima de contestação na cidade de Beni, no leste da República Democrática do Congo (RDCongo), foi terça-feira suspenso, depois do exército do país ter fornecido um número gratuito para denunciar alegados membros dos grupos armados presentes na região, anunciou a Lusa.

  • 03/12/2019 10:03:48

    Dois mortos em protestos contra ataques a civis na RDC

    Kinshasa - Pelo menos um manifestante e um polícia morreram segunda-feira em Beni, no leste da República Democrática do Congo (RDC), após novos protestos contra os ataques a civis e a presença das Nações Unidas na região, noticiam agências internacionais.