Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

16 Julho de 2019 | 11h05 - Actualizado em 16 Julho de 2019 | 11h05

Polícia do Sudão dispersa manifestantes com gás lacrimogéneo

Cartum - A polícia do Sudão dispersou nesta segunda-feira, com bombas de gás lacrimogéneo, um protesto no centro de Cartum, um dia após a morte de um homem nas mãos de paramilitares no sudeste do país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

"A polícia utilizou gás lacrimogéneo para dispersar" o protesto, "mas nós voltamos", explicou à AFP um dos manifestantes na rodoviária do centro da capital, um dos pontos de concentração.

No domingo, paramilitares sudaneses mataram a tiros um civil e feriram outras sete pessoas na cidade de Al Souk, no estado de Sennar, após um protesto que exigia a saída da cidade das Forças de Apoio Rápido (RSF), um temido grupo armado que apoia o governo.

Pelo menos 200 manifestantes permaneciam no centro de Cartum, aos gritos de "governo civil", e eram alvo de bombas de gás lacrimogéneo, constatou a AFP.

Segundo testemunhas, a polícia de choque bateu nos manifestantes com cassetetes e prendeu várias pessoas.

Os militares governam o Sudão desde a queda do presidente Omar al Bashir, em Abril, e após vários meses de um movimento de contestação as duas partes chegaram a um acordo de transição para uma administração civil.

O acordo prevê um poder compartilhado durante um período de transição de três anos, mas as negociações prosseguem.

Assuntos Manifestações   Sudão  

Leia também