Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

10 Setembro de 2019 | 16h32 - Actualizado em 10 Setembro de 2019 | 16h32

ONU diz que Moçambique é corredor de grandes volumes de droga

Maputo - O Gabinete das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (UNODC) alertou hoje que Moçambique se tornou num corredor de grandes volumes de substâncias ilícitas, principalmente, heroína, defendendo uma maior cooperação internacional para a prevenção desse mal.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira da ONU

Foto: Divulgação

"Após melhoria das capacidades de aplicação da lei marítima pela vizinha Tanzânia e no Quénia, apreensões recentes sugerem que um grande volume de produtos ilícitos está a ser agora traficado por Moçambique", declarou César Guedes, representante do UNODC em Moçambique, citado pela Lusa.

César Guedes manifestou preocupação com o tráfico de substâncias ilícitas em Moçambique, quando falava durante o "Seminário sobre formulação de um plano estratégico contra o crime organizado transnacional, droga e terrorismo".

A costa moçambicana, prosseguiu, é cada vez mais usada como um corredor importante para a heroína proveniente do Afeganistão e em trânsito para outras regiões do mundo.

"O trânsito da heroína pelo país é identificado como um grande desafio e tem potencial para promover o mercado local", frisou César Guedes.

Para estancar a utilização do território moçambicano como corredor de produtos ilícitos, o país deve apostar na intensificação da cooperação regional e internacional.

Nesse sentido, o representante da UNODC elogiou a parceria recentemente firmada entre Moçambique, Tanzânia e África do Sul para o combate ao tráfico de drogas como um passo em frente.

César Guedes manifestou a disponibilidade da sua organização na formação, assistência técnica e aconselhamento para a formulação de políticas de combate à criminalidade transnacional organizada.

O "Plano estratégico contra o crime organizado transnacional, droga e terrorismo", que vai sair do seminário que se iniciou hoje em Maputo, vai permitir a Moçambique mobilizar apoio internacional para o combate àqueles delitos.

O encontro vai durar três dias e reúne representantes do Governo moçambicano e peritos da UNODC.

Assuntos Droga   Moçambique  

Leia também
  • 06/09/2019 19:03:16

    Moçambique: Missa no Zimpeto marca fim da visita do Papa

    Maputo - O Papa Francisco visitou esta manhã o Hospital de Zimpeto, antes de celebrar uma missa no Estádio de Zimpeto e a cerimónia de despedida no aeroporto de Maputo (Moçambique), de onde partirá o avião papal para Antananarivo, Madagáscar.

  • 06/09/2019 18:06:35

    Papa aponta Eusébio e Mutola com exemplos a seguir pelos jovens

    Maputo - O Papa Francisco apontou esta quinta-feira, em Maputo, Eusébio da Silva Ferreira e a campeã olímpica Lurdes Mutola como exemplos de perseverança e luta contra a resignação perante as dificuldades.

  • 05/09/2019 17:02:29

    Papa Francisco critica "pilhagem e espoliação"

    Maputo - O Papa Francisco criticou hoje "a pilhagem e espoliação" em Moçambique, apelando ao desenvolvimento inclusivo, durante um discurso no palácio presidencial da Ponta Vermelha, em Maputo.