Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

08 Janeiro de 2020 | 11h27 - Actualizado em 08 Janeiro de 2020 | 13h25

Forte explosão ocorreu nas proximidades do parlamento da Somália

Mogadíscio - Uma forte explosão ocorreu quarta-feira nas proximidades do parlamento somali, em Mogadíscio, relataram testemunhas e um oficial de segurança, que falou num possível carro armadilhado.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mapa da Somália

Foto: Divulgação

Até ao momento, nenhum balanço de vítimas foi divulgado pelas autoridades, mas um fotógrafo da agência de notícias AFP viu pelo menos um homem ferido levado para um hospital próximo local da explosão.

"Parece um carro armadilhado, mas ainda não temos os detalhes", disse à agência de notícias AFP Mohamed Abdikadir, um oficial de segurança da Somália, sendo que tiros também foram ouvidos no local da explosão.

A explosão ocorreu perto de uma barreira na estrada Maka Al-Mukarama, perto da área de Sayidka, onde está localizado o parlamento da Somália, disse a mesma fonte.

"Havia fumo e caos ao longo da estrada. A explosão foi muito forte (...), vi fumo e vários veículos a pegar fogo", disse Shamso Ali, uma testemunha.

A causa exacta da explosão ainda não foi determinada, mas os rebeldes muçulmanos Al-Shebab realizam regularmente ataques com carros armadilhados em Mogadíscio, inclusive contra alvos governamentais e militares.

Ligados à Al-Qaeda, estes rebeldes juraram tomar o governo da Somália, apoiado pela comunidade internacional e pelos 20.000 homens da força da União Africana na Somália (Amisom).

Expulsos de Mogadíscio em 2011, o Al-Shebab perdeu a maioria dos seus bastiões, mas ainda controlam grandes áreas rurais, de onde organizam as suas operações.

Apesar dos dispendiosos esforços internacionais para derrotá-los, esses rebeldes islâmicos realizaram uma das operações mais mortais da década na Somália a 28 de Dezembro, com a explosão de um carro armadilhado na capital que deixou 81 mortos.

No domingo, os rebeldes do Al-Shebab atacaram uma base militar no sudeste do Quénia, utilizada também pelas forças dos EUA, perto da fronteira com a Somália, matando três norte-americanos.

Assuntos Violência  

Leia também
  • 07/01/2020 12:20:40

    Pelo menos 30 pessoas mortas por suspeitas de bruxaria em 2019 na Zâmbia

    Lusaka, Zâmbia - Mais de 30 pessoas idosas da província de Muchinga, no norte da Zâmbia, foram assassinadas no ano de 2019 por suspeitas de bruxaria, revelou o jornal estatal, Zambia Daily Mail.

  • 07/01/2020 09:53:46

    Frelimo condena violência armada no Centro e Norte de Moçambique

    Maputo - A Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), partido no poder, condenou os ataques por grupos armados no norte de Cabo Delgado e encorajou as forças de defesa a defenderem as populações vítimas dos ataques iniciados em Outubro de 2017, segundo informou a Lusa.

  • 18/12/2019 12:24:36

    Presidente francês solidário com Níger após ataque de Inates

    Niamey - O Presidente francês, Emmanuel Macron, enviou uma mensagem de condolências ao seu homólogo nigerino, Mahamadou Issoufou, depois do "terrível drama de Inates? ocorrido a 10 de Dezembro corrente e que matou 71 soldados nigerinos, soube a PANA de fonte oficial em Niamey.