Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

13 Fevereiro de 2020 | 11h54 - Actualizado em 13 Fevereiro de 2020 | 12h55

BAD subvenciona Uganda com milhão de dólares para combater Ébola

Kampala, Uganda - O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) doou um milhão de dólares americanos ao Uganda para ajudar este país da África Oriental a fazer face a um surto do vírus Ébola, declarou o Banco na quarta-feira, citado pela Pana.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Bandeira do Uganda

Foto: Divulgação

Dístico do Banco Africano de Desenvolvimento - BAD

Foto: Divulgação

Numa nota postada no seu site web, o BAD diz que a subvenção para o Plano de Preparação e Resposta no caso de Ébola foi aprovada em Janeiro. Os fundos foram desembolsados através da Organização Mundial da Saúde (OMS), enquanto agência executora.

A decisão segue-se a um pedido do Governo ugandês ao BAD para apoiar os esforços do país para conter o flagelo do Ébola, que até agora já matou três pessoas no país.

O Banco observa que está a trabalhar com o Ministério da Saúde do Uganda e a OMS nesta questão.

Segundo o comunicado, o acordo foi assinado pelo director nacional do BAD no Uganda, Kennedy Mbekeani, pelo ministro das Finanças e Desenvolvimento Económico do Uganda, Matia Kasaija, e por Rebecca Matshidiso Moeti, directora regional da OMS para África.

Os fundos serão utilizados para a gestão de casos suspeitos e confirmados de Ébola, incluindo a compra e distribuição de suprimentos médicos, e o tratamento de pessoas afectadas por Ébola.

Serão também utilizados para reforçar a preparação e capacidade a nível nacional e distrital de alto risco, incluindo formação e apoio de emergência. Com este apoio, as equipas de resposta serão rapidamente destacadas e a vigilância da doença será reforçada.

Segundo o BAD, o pedido de ajuda de emergência do Governo ugandês ajudará a proteger vidas e restaurar as actividades económicas normais das populações em 31 distritos do país.

Assuntos Financiamento  

Leia também