Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

13 Fevereiro de 2020 | 12h17 - Actualizado em 13 Fevereiro de 2020 | 15h28

Sudão: Governo indemniza familiares de marinhiros americanos

Cartum - O Ministério sudades da Justça anunciou nesta quinta-feira, 13, ter assinado um acordo com familiares de marinheiros americanos mortos num atentado contra o navio de guerra USS Cole, no Iémen, em 2000.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

“No ambito dos esforços do governo de transição visando retirar o Sudao da lista dos membrs que apoiam o terrorismo, no dia 07 de Fevereiro foi assinado um acordo com os familiares ds vitimas da USS Cole”, indica o Ministerio sudades da Justiça, sem revelar o valor das compensações.

Assinado em Washington, o acordo “ indica claramente que o governo sudanes não era responsavel pelo atque ou de qulquer ataque terrorista do género, e que apenas assinou o referido acordo para (…) cumprir as condições impostas pela Administraçao americana para tirar o Sudao da sua lista”.

A 12 de Outubro de 2000, um navio triplado por terroristas expodiu contra o barco de guerra americano USS Cole, que se abastecia em combustivel em Aden, capital do Iémen, rebentando com o mesmo.

O ataque que provocou 17 marinheiros americanos e dois terroristas, foi reivindicado pelo Al-Qaïda.

A Justiça americana acusou o Sudao de ser o responsavel, pelo facto de, na altura,  os dois “kamikazes” terem sido treinados naquele país, o que Cartum negou na altura.

Os Estados Unidos colocaram o Sudao na lista negra, em 1993, acusado-o de apoiar os grupos extremistas islamicos. O fundador da Al-Qaïda, Oussama Ben Laden, viveu naquele país africano, entre 1992 e 1996.

Assuntos Sudão  

Leia também
  • 06/02/2020 11:52:28

    Exército sudanês defende reunião entre líder do país e PM israelita

    Cartum - O exército sudanês defendeu quarta-feira a reunião de segunda-feira entre o líder do Conselho Militar de Transição e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, considerando tratar-se de uma iniciativa para pôr fim ao estatuto de "Estado pária", noticiou a Lusa.

  • 24/01/2020 15:46:01

    Governo do Sudão declara país livre de cólera

    Cartum - O ministério da Saúde do Sudão anunciou que o país está livre de cólera, depois do surto que começou em Setembro, o primeiro desde 2007, segundo o porta-voz do Governo, Faisal Saleh.

  • 16/01/2020 16:11:01

    Egipto, Etiópia e Sudão anunciam acordo para enchimento de barragem

    Washington - O Egipto, a Etiópia e o Sudão anunciaram, em comunicado conjunto divulgado quarta-feira à noite, ter alcançado um acordo preliminar para o enchimento e funcionamento da barragem do Nilo Azul, um projecto de cinco mil milhões de dólares.