Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

10 Julho de 2014 | 18h56 - Actualizado em 10 Julho de 2014 | 18h56

Quinta edição do prémio Odebrecht com dezenas de concorrentes

Luanda - Cinquenta e dois estudantes universitários do país inscreveram-se à 5ª edição do Prémio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável Angola, que visa estimular a busca de soluções técnicas inovadoras ambientais.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar


Numa iniciativa da construtora Odebrecht, os resultados das inscrições, abertas em Junho último, começam a ser  animadores a julgar pelo número de estudantes universitários até aqui cadastrados, disse hoje, quarta-feira, à Angop um dos membros da coordenação do prémio, Isidro dos Santos Lobato Pires.


Isidro Pires, avançou que se pretende fazer uma maior divulgação do prémio nos próximos dias nas províncias  de Cabinda, Uíge, Benguela, Huíla, Huambo e Namibe, no sentido de convidar os estudantes a participar do concurso, antes do último dia das inscrições previsto para Outubro próximo .


“Projetos ligados à inovação científica e sustentabilidade, que ofereçam vantagens ao ambiente, são os principais pressupostos para o prémio Odebrecht, um projecto que visa contribuir para a protecção e  conservação do ambiente”, sublinhou  Isidro  Lobato Pires.


Questionado sobre o aproveitamento dos projectos  vencedores das edições passadas, Isidro dos Santos Lobato Pires, deu a conhecer que alguns já foram implementados, como é o caso dos projectos sobre o
“Reaproveitamento de Água de Condensados de Ar Condicionado” e “ Aplicação de  Energia  Solar para  Desenvolvimento Sustentável nas Comunidades Rurais”, este último implantado numa das escolas comunitária de Cabo Ledo, Luanda.


Com estes projectos, segundo a fonte, espera-se que os estudantes intensifiquem as investigações científicas e consigam interagir entre si.


De acordo com a coordenação do Prémio Odebrecht, lançado em 2010, os trabalhos podem ser apresentados individualmente ou em grupo e devem ser orientados por um professor ligado ao departamento de engenharia de suas universidades.


Cada projecto vencedor receberá o prémio de USD 22 mil e 500, sendo sete mil e 500 para o estudante ou grupo de estudantes autor do trabalho, igual quantia para o professor orientador  a universidade a que estiverem  vinculados os vencedores.


Os estudantes vencedores poderão ingressar no programa de estágio na Odebrecht Angola, com a oportunidade de fazer carreira na Organização.

Assuntos Ambiente   Angola   Prémio  

Leia também
  • 03/02/2019 16:33:37

    Tempo em Angola

    Luanda - O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) prevê, até às 18h00 de segunda-feira (dia 04), para a região Norte do país, a ocorrência de chuva moderada a forte, acompanhada por vezes de trovoada em alguns municípios das províncias do Zaire, Cabinda, Bengo, Uíge, Malanje, Lunda Sul e Lunda Norte durante a manhâ e ao entardecer.

  • 02/02/2019 19:21:32

    Previsão do tempo

    Luanda - O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) prevê, até às 18h00 de domingoo (dia 03), para a região norte do país, a ocorrência de chuva fraca a moderada, acompanhada, por vezes, de trovoada em alguns municípios das províncias de Cabinda, Malanje, Lunda Norte e Lunda Sul durante a noite e ao longo da tarde.

  • 01/02/2019 15:33:06

    Fixada quota para importação de hidroclorofluocarbonos

    Luanda - Cento e setenta toneladas de hidroclorofluocarbonos (HCFCs) é quantidade que 42 empresas em Angola estão autorizadas a importar este ano.

  • 01/02/2019 14:04:23

    Elaboração de relatório sobre biodiversidade previsto para Março

    Luanda - A elaboração do sexto Relatório Nacional para a Convenção da Biodiversidade (6RNB) está prevista para Março de 2019, devido a transferência tardia dos fundos, no valor de 207.551 dólares.