Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

04 Dezembro de 2017 | 16h05 - Actualizado em 04 Dezembro de 2017 | 16h02

Caça furtiva regista abrandamento na província

Cuito - O chefe de secção de fiscalização e serviços técnicos do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF) no Bié, Julião da Costa, admitiu hoje (segunda-feira), na cidade do Cuito, que a caça furtiva registou este ano um abrandamento significativo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Caça furtiva

Foto: Custódia Sinela

Falando à Angop, o responsável realçou que a prática da caça dos animais selvagens diminuiu consideravelmente como resultado da recolha de armas em posse dos caçadores.

Na sua óptica, a recolha de armas em posse dos caçadores é uma medida acertada e tem permitido os animais reproduzirem-se.

“Se, o ser humano tem direito de viver em paz, os animais têm o mesmo direito, sublinhou.

Sem revelar número de animais abatidos e de caçadores furtivos detidos, afirmou que os caçadores têm como preferência o javali, cabra do mato, coelho e veados.

Assuntos Animais   Província » Bié  

Leia também