Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

08 Janeiro de 2018 | 23h30 - Actualizado em 08 Janeiro de 2018 | 21h44

Cuanza-Sul: Defendida conjugação de esforço no combate ao abate de árvores

Sumbe - A necessidade da conjugação de esforços entre as diferentes instituições do Estado, as famílias e os madeireiros nas acções de combate ao abate indiscriminado de arvores no município do Amboim, província do Cuanza Sul, foi defendida hoje, naquela localidade, pelo director geral dos Serviços Florestal, Nazaré Veloso.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações à imprensa, no final de um encontro com os madeireiros do Amboim, Nazaré Veloso, adiantou  que as acções   educativas das populações, madeireiros e famílias camponesas requer, sobretudo, o envolvimento das instituições do Estado, escolas, associações e organizações não-governamentais ligadas ao meio ambiente.

Explicou que a participação de todos é determinante no combate ao desflorestamento, que, no seu ponto de vista, está a atingir contornos alarmantes em algumas províncias do país.

Disse que a nível do município do Amboim, a situação não é alarmante, visto que os madeireiros locais tem estado a cumprir com as orientações dos serviços florestais que logo que abatem uma árvore tem que repovoar.

Louvou a iniciativa do INCA, que possui um viveiro de plantas de gravilhas para o repovoamento florestal, que tem feito a entrega aos madeireiros de forma gratuita.

Salientou  que cada abate de uma arvore deve ser reposta outra, para permitir que haja um ambiente sadio junto das populações.

Durante o encontro, os madeireiros foram informados sobre a nova lei florestal, onde o Estado já não tem a sua participação direita, as medidas para preservação da floresta e o repovoamento florestal.

Leia também
  • 14/03/2018 16:11:05

    Ministra do Ambiente enaltece contributo da CEAST no reflorestamento

    Luanda - A ministra do Ambiente, Paula Francisco, enalteceu o contributo da Comissão Episcopal de Justiça e Paz da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST) com a criação da floresta "Laudato Si", no município de Moçâmedes, província do Namibe.

  • 13/03/2018 12:51:20

    Autoridades priorizam combate à caça ilegal em Cabinda

    Cabinda - O combate à caça furtiva e exploração ilegal de madeira na floresta do Maiombe destacam-se das prioridades do Ministério do Ambiente para protecção das espécies - anunciou em Cabinda a ministra do ambiente, Paula Francisco Coelho.

  • 13/03/2018 05:42:33

    Cuanza Sul: IDF quer mais árvores no Sumbe

    Sumbe - O técnico do Instituto de Desenvolvimento Florestal no Cuanza Sul, Carlos Carvalho, apelou esta segunda-feira os munícipes no sentido de plantarem cada uma árvore junto a sua residência, visando melhorar o meio ambiente na província.

  • 31/01/2018 16:55:01

    Responsável pede mais envolvimento na preservação do ambiente

    Sumbe- O director provincial do Urbanismo, Habitação e Ambiente no Cuanza Sul, Lunginge Correia Joaquim da Silva, apelou hoje, quarta-feira, nesta cidade, maior envolvimento da sociedade nas acções tendentes à preservação do meio ambiente.