Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

04 Dezembro de 2018 | 13h46 - Actualizado em 04 Dezembro de 2018 | 13h45

Projecto de avaliação ecológica da Baía de Luanda orçado em 300 mil euros

Luanda - O projecto de avaliação ecológica da Baía de Luanda, concebido há mais de dez anos, cuja apresentação pública aconteceu hoje, terá a duração de três anos e contará com o financiamento de 300 mil euros da fundação da rede "Agacá".

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Filomena Vaz Velho, directora-geral do INIPM

Foto: Lino Guimarães

Logomarca do workshop

Foto: Lino Guimara

O projecto tem por objectivo aumentar o conhecimento sobre a dinâmica ecológica da Baía e os riscos ambientais e de saúde humana associados à proliferação de algas nocivas, como a intoxicação paralisante por ingestão de marisco, lixo marinho e outras ameaças de mudanças globais, com impacto no bem-estar das comunidades locais e na saúde do ecossistema.

Essa informação foi avançada hoje, à imprensa pela directora do instituto Nacional de Investigação Pesqueira e Marinha, Filomena Vaz Velho no workshop do lançamento da avaliação ecológica da Baía de Luanda.

Segundo a directora, estão a ser criadas medidas para aferir a quantidade de materiais pesados, como navios ao longo da Baia e saber que tipo de contaminação que eles trazem para vida humana e marinha.

Já foram avaliados ao longo da Baía a quantidade de esgotos de águas residuais e pluviais e os resíduos produzidos pelos mais de 37 navios afundados ao longo da costa.

“Alguns navios de pequeno porte já começaram a ser removidos ao longo da costa, mas queremos remover todos no curto espaço de tempo”, disse

Filomena Vaz Velho informou que para a avaliação ecológica da Baía não haverá necessidade de desalojamento da população, mas chamar a própria população para abraçar o projecto para juntos ter um ambiente saudável.

Visa também recomendar a elaboração de estratégias de mitigação ambiental, para melhorar a qualidade da água, relacionadas com os impactos antropogénicos e mudanças climáticas, de modo a promover o desenvolvimento sustentável das actividades nesse ecossistema.


 

Assuntos Ambiente  

Leia também
  • 03/02/2019 16:33:37

    Tempo em Angola

    Luanda - O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) prevê, até às 18h00 de segunda-feira (dia 04), para a região Norte do país, a ocorrência de chuva moderada a forte, acompanhada por vezes de trovoada em alguns municípios das províncias do Zaire, Cabinda, Bengo, Uíge, Malanje, Lunda Sul e Lunda Norte durante a manhâ e ao entardecer.

  • 02/02/2019 19:21:32

    Previsão do tempo

    Luanda - O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) prevê, até às 18h00 de domingoo (dia 03), para a região norte do país, a ocorrência de chuva fraca a moderada, acompanhada, por vezes, de trovoada em alguns municípios das províncias de Cabinda, Malanje, Lunda Norte e Lunda Sul durante a noite e ao longo da tarde.

  • 01/02/2019 15:33:06

    Fixada quota para importação de hidroclorofluocarbonos

    Luanda - Cento e setenta toneladas de hidroclorofluocarbonos (HCFCs) é quantidade que 42 empresas em Angola estão autorizadas a importar este ano.

  • 01/02/2019 14:04:23

    Elaboração de relatório sobre biodiversidade previsto para Março

    Luanda - A elaboração do sexto Relatório Nacional para a Convenção da Biodiversidade (6RNB) está prevista para Março de 2019, devido a transferência tardia dos fundos, no valor de 207.551 dólares.