Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

05 Junho de 2020 | 19h17 - Actualizado em 13 Junho de 2020 | 16h05

País assinala dia do ambiente voltado ao saneamento do meio

Luanda - Várias actividades de carácter pedagógicas e voltadas ao saneamento do meio marcaram nesta sexta-feira a celebração do Dia Mundial do Meio Ambiente, no país, com destaque para a plantação de árvores.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vista parcial do Parque Nacional Quiçama

Foto: Nelson Malamba

A data, criado pela Assembleia Geral das Nações Unidas, na resolução (XXVII) de 15 de Dezembro de 1972, visa relembrar a necessidade da preservação do meio ambiente.

É neste quadro que a Associação dos Voluntários do Luena (AVL) promoveu a plantação de 30 árvores no recinto do Hospital Geral do Moxico e na Avenida 1º de Maio da cidade do Luena.

A acção da AVL é uma parceria com o gabinete provincial do Ambiente e a Administração Municipal.

A propósito, o director interino do gabinete provincial do Ambiente, Gestão de Resíduos e Serviços Comunitários, Rosário Pita Tchipango, reafirmou a aposta na plantação de árvores, enquanto o presidente da AVL, Eusébio Cassoma, considerou o acto fundamental para minimizar os efeitos da progressão das ravinas na região.

No Uíge,  o director do Ambiente, Gestão de Resíduos e Serviços Comunitários, Félix Gomes Afonso, sublinhou a necessidade dos 16 municípios da província terem incineradoras, para o tratamento dos resíduos sólidos.

Indicou que uma das maiores preocupações ambientais do governo provincial prende-se com os amontoados de lixo nos bairros e no centro da cidade.

Na Lunda Sul, a falta de aterro sanitário para o tratamento adequado dos resíduos sólidos constitui uma das maiores preocupações no capítulo ambiental.

Enquanto se espera pela construção de um aterro sanitário, os resíduos sólidos são “expostos” numa lixeira a céu aberto, na localidade de Camundambala, segundo Carlos Ferreira.

Leia também
  • 08/06/2020 22:01:29

    Lunda Sul sem fiscais ambientais

    Saurimo - A província da Lunda Sul, localizada no centro da região leste de Angola, não dispõe de fiscais ambientais para combater a caça furtiva, exploração ilegal de carvão, madeira, abate de árvores e queimadas anárquicas, revelou hoje, segunda-feira, o director do Gabinete Provincial do Ambiente e Resíduos Sólidos, Carlos Ferreira.

  • 01/02/2020 17:01:45

    Moxico: Construção de latrinas prova conscientização ambiental

    Luena - A construção de dez mil e 332 latrinas em zonas peri urbanas e rurais, pela população das distintas comunidades da provincia do Moxico, prova a conscientização dos cidadãos na conservação do meio ambiente.

  • 31/01/2020 16:46:18

    Especialistas apontam educação para sustentabilidade ambiental

    Benguela- A necessidade da introdução de uma cadeira curricular, a partir do sistema do ensino primário, sobre as vantagens da protecção do meio ambiente se afigura como uma via capaz de mitigar a médio e longo prazos a difícil situação ambiental que se regista no país, defenderam esta sexta-feira especialistas ambientais.