Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

09 Fevereiro de 2018 | 16h57 - Actualizado em 09 Fevereiro de 2018 | 16h57

Serviço de correios contribuem na captação de receitas

Luanda - Os serviços de correios podem contribuir na captação de receitas a médio e longo prazo, através da criação de empregos, informou hoje (sexta-feira), em Luanda, o secretario de Estado das Telecomunicações, Mário Augusto Oliveira.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Secretário de Estado das Telecomunicações, Mário Augusto Oliveira.

Foto: Nelson Malamba

Na abertura do ciclo de palestras sobre a importância dos Correios de Angola, que decorre sob o lema “Os correios de Angola e seus serviços para o fomento ao micro pequeno negócio”, o responsável disse que estão a ser adoptadas políticas de proximidade junto deste segmento da economia e também na qualidade de serviço.

Mário Augusto de Oliveira acrescentou que com essa proximidade cria-se uma força motora para a diminuição do desemprego, aliciando a juventude para que crie oportunidades empreendedoras.

Pretende-se, refere, que esses serviços tragam segurança, celeridade e qualidade, criando um diferencial patenteado para o desenvolvimento socioeconómico.

"Naturalmente todos nos conhecemos e ouvimos falar em situações de burla e de perdas de mercadorias, essa acção prejudica a actividade destes pequenos e médios empresários, o correio vem estancar isso", frisou.

Mário Augusto Oliveira salienta que tem sido feito um trabalho com o conselho de administração e com o patrocínio do ministério sobre a importância da inserção de mecanismos credíveis de formas a se atingir potenciais investidores.

Fez saber que a fraca adesão da população local aos serviços da instituição deve-se também a falta de informação sobre os trabalhos que os correios realmente fornecem e, sobretudo, devido ao crescimento tecnológico.

Leia também
  • 13/03/2018 15:59:11

    País deve adoptar políticas para maior inclusão digital

    Luanda - Angola deve promover políticas institucionais de inclusão digital e acesso às tecnologia de informação e comunicação para dinamizar o desenvolvimento socioeconómico, considerou hoje (terça-feira), em Luanda, o coordenador do Projecto de Apoio à Melhoria da Qualidade e Proximidade dos Serviços Públicos dos PALOP e Timor - Leste, Diogo Franco.

  • 13/03/2018 15:47:38

    Governação electrónica proporciona ganhos à administração pública

    Luanda - O director do Instituto Nacional de Fomento da Sociedade da Informação (INFOSI), Miguel Cazevo, considerou hoje (terça-feira) a governação electrónica um instrumento importante para a melhoria dos serviços da administração pública.

  • 12/03/2018 22:29:41

    Malanje prevê abrir mediateca dentro de seis meses

    Malanje - Munícipes de Malanje poderão ter acesso à mediateca provincial dentro de seis meses, prognosticou hoje, nesta cidade, o secretário de Estado para as Tecnologias de Informação, Manuel Homem.

  • 12/03/2018 14:24:58

    Autoridades tecnológicas reptam criação de apoio à inovação

    Luanda - O secretário de estado para Ciência, Tecnologia e Inovação, Domingos Neto, desafiou hoje, segunda-feira, em Luanda, as Instituições de Ensino Superior (IES) do país a criar áreas ou estruturas que se especializem em matérias de tecnologias em apoio à inovação.