Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

10 Fevereiro de 2018 | 12h11 - Actualizado em 12 Fevereiro de 2018 | 16h27

Girabola2018: Alves, um reinado de décadas como homem-golo

Luanda - 'Os golos são as vitaminas do futebol' é uma expressão que o antigo ponta-de-lança do 1º de Agosto Carlos Alves interpretou como ninguém a mística futebolística no distante 1980. O mesmo já não se pode dizer dos atacantes dos últimos tempos do futebol nacional.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Autor dos golos do Kabuscorp do Palanca, Jack

Foto: Henri Celso

Carlos Alves, acutal assessor do Presidente de direcção do 1ª de Agosto

Foto: Fernando Mateus

Foi na segunda edição do campeonato nacional de futebol da primeira divisão, vulgo Girabola, em 1980, quanto o “camisola 9” estabeleceu o recorde de golos (29) que se mantém até hoje passados 39 anos.

Ao abrir este sábado a 40ª edição do campeonato, dentre as várias conjecturas, tais como quem vai ganhará o troféu, e quem será despromovido, está também a curiosidade de saber quem será o goleador.

E como referência está esta marca de 29 golos. Até agora, quem mais perto se chegou desta marca estabelecida por Alves, foi Gelson Ndala pelo 1º de Agosto, que conseguiu 23 tentos.

O poder de “fogo” dos ponta-de-lança tem sido intermitente, com mais baixos que altos.

Nas últimas 10 edições, só uma vez foi ultrapassada a marca dos 20 golos (Gelson Ndala, 23 golos, 2016), ao passo que em oito ocasiões na primeira década do Girabola, o maior goleador teve acima de 20.

Em contrapartida, desde 1979 até 1992, nunca o goleador máximo da prova ficou abaixo de 16 golos.

Já na segunda metade da competição, foram atingidos os níveis mais baixos de concretização pelos maiores goleadores das provas, quando em 1997 Zé Neli (Petro do Huambo), marcou 12 e em 2003, André (Interclube) obteve igual registo.

O actual homem-golo, Tiago Azulão, do Petro, terminou a época passada com 17.

Os segundos do ranking, com 23 golos, são: Amaral Aleixo (Sagrada Esperança) em 1991; Flávio Amado (Petro Luanda) em 2001; e Gelson Dala (1.° de Agosto) em 2016.

Quem mais vezes venceu este título (de goleador) foi Jesus, do Petro Luanda, nos campeonatos de 1982 (21 golos), 1984 (22) e 1985 (19) seguido de Love Kabungula, com o ASA, em 2004 (17) e 2005 (13) e em 2011 (20), pelo Petro de Luanda.

Assuntos Futebol  

Leia também
  • 12/02/2018 16:57:25

    Girabola2018: Kabuscorp perde na estreia

    Luanda - O Kabuscorp do Palanca quarto colocado da edição passada, perdeu hoje na deslocação ao reduto do Recreativo da Caála por 1-0, em jogo da 1ª jornada do Girabola2018.

  • 12/02/2018 06:41:51

    Futebol: Técnico do Sagrada Esperança atribui derrota a falta de eficácia

    Caxito - O técnico principal do Sagrada Esperança, Ekram Asma, atribuiu a derrota sofrida domingo, em Caxito, diante do Domant FC de Bula Atumba da província do Bengo, por 1-0, a falta de eficácia dos seus atletas.

  • 12/02/2018 03:00:17

    Futebol: Merecíamos ganhar - Mário Soares

    Lubango - O técnico principal do Desportivo da Huíla, Mário Soares, afirmou domingo, no Lubango, que a sua equipa merecia ter vencido o jogo diante do Interclube (1-1), a julgar pelo desempenho que as duas formações tiveram em campo.

  • 12/02/2018 00:02:54

    Futebol: Treinador do Domant FC satisfeito com postura dos jogadores

    Caxito - O técnico principal do Domant FC de Bula Atumba da província do Bengo, Francisco André, afirmou domingo, em Caxito, que os seus jogadores souberam cumprir com o esquema táctico implementado pela equipa, o que permitiu derrotar o Sagrada Esperança da Lunda Norte por 1-0, em jogo da 1ª jornada do Girabola 2018.