Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

13 Junho de 2018 | 03h46 - Actualizado em 13 Junho de 2018 | 11h33

Desporto motorizado carece de espaços

Lubango - A Associação dos Desportos Motorizados da Huíla necessita pelo menos de dois milhões de dólares norte-americano, para construir um autódromo e uma sede da agremiação.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ívan Santos - Presidente da Associação provincial dos Desportos Motorizados

Foto: Morais Silva

A informação foi avançada terça-feira, no Lubango, pelo presidente da associação, Ivan Santos, tendo referido que as modalidades afins sobrevivem pela persistência, porque não existe nem um local para praticar esta modalidade.

Disse que já foi solicitado um espaço amplo para concretizar este desejo, caso seja disponibilizado o dinheiro, mas as autoridades tardam em responder.

Referiu ainda que o valor serviria para projectos de terraplenagem, asfaltagem, entre outras construções, mas a associação por si só não tem como avançar, porque depende muito do Estado, que pode ser rentável fruto da sua exploração.

Afirmou que a luta para construção de uma sede da organização há seis anos, mas não conseguem ver essa situação resolvida.

"Falta um pouco de boa vontade e autoridade da direcção da Juventude e Desportos local, pois quando iniciamos tínhamos sugerido a direcção que nos cedessem um espaço de um dos gabinetes que estão fechados no Estádio da Tundavala e em contra partida fazíamos a manutenção e conservação do local, mas infelizmente até hoje não recebemos nenhuma resposta, continuamos a depender da boa vontade dos associados que temos", realçou. 

Fez saber que têm usado o estacionamento do Estádio da Tundavala para realizar as actividades de super-motos e de karting, mas as corridas de velocidade têm como palco o circuito da Senhora do Monte.

"Se tivéssemos um autódromo ou pelo menos um cartódromo, que envolve as categorias de base, a fazerem formação, desenvolvimento de novos talentos, conseguiríamos angariar outros recursos em termos de patrocínios e apoios", frisou.

Por sua vez, o director do gabinete provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos da Huíla, Joaquim Barbante Tyova, referiu que a Associação dos Desportos Motorizados nunca solicitou um espaço por escrito, quando o fizer o seu gabinete responderá.   

A associação existe a mais de 20 anos, mas está legalizada desde 2005. Actualmente tem mais de 30 pilotos filiados a associação entre diversas categorias praticadas como motorizadas, carros, karting e motocross.

Leia também
  • 12/06/2018 12:22:24

    Estádio da Tundavala ganha dois geradores

    Lubango - Dois grupos geradores com capacidade de 45 Kva, cada, foram entregues segunda-feira, pelo Ministério de Energias e Águas, a gestão do Estádio da Tundavala, na província da Huíla.

  • 05/06/2018 18:00:26

    Futebol: Recuperado campo 11 de Novembro no Lubango

    Lubango - Onze milhões, 168 mil e 386 Kwanzas é o valor investido pela direcção do Benfica do Lubango, na recuperação do seu campo, o 11 de Novembro, nesta cidade, informou hoje, nesta cidade, o presidente do clube, Jacques da Conceição.

  • 05/06/2018 16:21:36

    Futebol: Equipa sénior do Benfica do Lubango pode regressar em 2020

    Lubango - O Benfica do Lubango pretende retornar às competições nacionais com a sua equipa de futebol seniores entre 2020 e 2022, informou hoje, nesta cidade, o seu presidente, Jacques da Conceição.