Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

06 Dezembro de 2017 | 16h45 - Actualizado em 06 Dezembro de 2017 | 16h59

AGT lança equipas de combate à informalidade fiscal

Luena - Quatro equipas multissectoriais que visam combater a informalidade fiscal e alargar a base tributária da província do Moxico foram criadas nesta quarta-feira, na cidade Luena, pelas autoridades da Administração Geral Tributária (AGT), da sétima região.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Moxico: Participantes ao Programa Regional de educação Fiscal da AGT

Foto: David Dias

Moxico: Inácio Morão, Director da Sétima Região Tributária

Foto: David Dias

As equipas são compostas por membros da direcção provincial dos transportes, Serviços de Investigação Criminal (SIC), Emigração e Estrangeiros (SME), comércio, Polícia Fiscal, Inadec, hotelaria e turismo, educação e outros sectores que terão como missão de interagir com os contribuintes de forma pedagógica para se desencorajar a fuga ao fisco.

A primeira missão da equipa multisectorial passará por sensibilizar os automobilistas e motociclistas a pagarem a taxa de circulação, a partir de um de Janeiro de 2018, a aquisição da licença automóvel, além da mobilização, no sector imobiliário, da importância do imposto predial urbano (IPU).

Ao intervir na cerimónia de lançamento das equipas, o director da VII Região Tributária, que corresponde as províncias do Moxico, Lunda Norte e Lunda Sul, Inácio Morão, sublinhou que a ideia é tirar os potenciais contribuintes da informalidade para a formalidade, exercendo a actividade legalmente e cumprir com as obrigações tributárias.

Perspectivou que os resultados serão imediatos, na medida em que se vai trabalhar para que não haja qualquer anomalia.

Por sua vez, o vice-governador do Moxico para o sector técnico e infraestrutura, Manuel Lituai, lembrou que a campanha surge da necessidade de se sensibilizar os agentes económicos que actuam na região, para passarem a exercer a sua actividade no mercado formal da economia, cumprindo de forma voluntária com as suas obrigações tributárias, para a colecta de mais receitas para o Estado.

A VII região tributária possui quatro repartições, duas delegações aduaneiras, 35 postos fiscais assegurados por mais de 60 funcionários. A cidade de Saurimo, capital da Lunda Sul, alberga a sua sede.


 

Leia também
  • 08/11/2018 16:55:53

    Moxico acena para investidor sul africano

    Luena - O governador provincial do Moxico, Gonçalves Muandumba convidou nesta quarta - feira, no Luena, os empresários sul africanos a investirem em diversas áreas desta região, para contribuir no seu desenvolvimento sócio económico.

  • 05/11/2018 19:15:13

    Autoridades encerram mina ilegal de diamantes

    Cangamba - Uma mina de diamantes explorada de forma ilegal no rio Cussive, comuna do Muié, município dos Luchazes, foi encerrada hoje pelas autoridades governamentais da província do Moxico, no âmbito da " Operação "Transparência" em curso no país.

  • 05/11/2018 19:01:08

    Empresas aliciam sobas para permitir exploração ilegal de madeira

    Uíge - O administrador municipal em exercício de Ambuila, Geraldo Domingos Dendo, denunciou hoje a existência de empresas que aliciam as autoridades tradicionais fazendo falsas promessas para permitir a exploração ilegal de madeira na localidade.

  • 05/11/2018 12:48:21

    Camponeses de Nacatenga recebem inputs agrícolas

    Saurimo - Vários "inputs agrícolas" e sementes, como sementes de milho, adubos, enxadas, catanas e outros meios, foram entregues domingo, na aldeia do Nacatenga, 20 quilómetros da comuna do Muriege, município do Muconda (Lunda Sul), com vista a aumentar a produção.