Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

07 Dezembro de 2017 | 12h24 - Actualizado em 07 Dezembro de 2017 | 12h24

Polícia impede saída de combustível para RDC

Mbanza Kongo - Dois mil e 225 litros de combustível foram apreendidos, nos últimos sete dias, pela Polícia Fiscal estacionada em diversos pontos fronteiriços da província do Zaire, por presumível contrabando de derivados de petróleo

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O produto, entre gasolina e gasóleo, tinha como destino a República Democrática do Congo (RDC) onde seria comercializado, indica uma nota do Comando Provincial do Zaire da Polícia Nacional chegada hoje, quinta-feira, à Angop, em Mbanza Kongo.

Acrescenta que, no mesmo intervalo de tempo, a polícia fiscal apreendeu no posto fronteiriço do Luvo, município de Mbanza Kongo, 6.603 dólares norte americanos, 32 mil Kwanzas e quantidades consideráveis de produtos da cesta básica.

O posto aduaneiro do Luvo dista a 60 quilómetros a norte da cidade de Mbanza Kongo, sede provincial.

nnnn

Leia também
  • 06/12/2017 16:50:01

    AGT sensibiliza vendedores para o pagamento de impostos

    Mbanza Kongo - A Administração Geral Tributária(AGT), em Mbanza Kongo, província do Zaire, procedeu nesta quarta-feira, ao lançamento da campanha de sensibilização dos vendedores do mercado municipal para a importância do pagamento de impostos.

  • 05/12/2017 12:51:53

    Fazenda Girassol aposta no aumento da produção

    Mbanza Kongo - Dez mil hectares foram cultivados este ano com produtos diversos na fazenda Girassol, situada na localidade de Loge Grande, município do Nzeto, província do Zaire.

  • 01/12/2017 16:19:26

    Preço de cimento reduz em Mbanza Kongo

    Mbanza Kongo - O preço de venda do saco de cimento de 50 Kg reduziu para mil e 900 Kwanzas, em Mbanza Kongo, província do Zaire, contra os três mil praticados há cerca de quatro meses pelos agentes revendedores deste material de construção civil.