Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

15 Maio de 2018 | 16h29 - Actualizado em 15 Maio de 2018 | 16h39

CFL faz transferência do combustível dos vagões descarrilados

Luanda - O Caminho de Ferro de Luanda (CFL) está a fazer a transferência do combustível dos vagões cisternas do comboio que se descarrilou no dia 08 deste mês, no município de Cacuso, província de Malanje, para cisternas em terra.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Segundo o administrador técnico de CFL, Manuel Lourenço, que falava à Televisão Pública de Angola (TPA), com a remoção dos vagões descarrilados está ser possível fazer a reposição da linha danificada por sinal também já velha.

Homens e máquinas foram mobilizados para substituir as travessas que datam desde o tempo colonial, numa extensão de 200 metros.

A empreitada enfrenta alguma morosidade face às chuvas que caem nos últimos dias o que impossibilita as manobras dos equipamentos.

 “Há charcos, o terreno está escorregadio, mas estamos a trabalhar em regime de stop”, frisou.

 Alem deste troço, considerado crítico, a administração de Caminho de Ferro de Luanda identificou outros que deverão ser intervencionados para melhorar a locomotiva.

 “Esta é uma via com grande complexidade, porque é um troço antigo (Quizenga - Cacuso) troço com cerca de 215 quilómetros, tem curvas apertadas, por isso que é um troço difícil”, concluiu.

Com descarrilamento do comboio, uma cisterna com 330 metros cúbicos fez vazar  gasóleo, mas a situação ficou controlada.

O comboio do Caminho de Ferro de Luanda (CFL), com seis vagões cisternas de gasóleo, que fazia o trajecto Luanda/Malanje, descarrilou dia 8 deste mês, na comuna de Quizenga (município de Cacuso).

Assuntos Transporte  

Leia também
  • 31/10/2018 17:35:06

    CFL sem rentabilização por falta de mercadoria para transportar

    Luanda - A falta de indústrias e de desenvolvimento económico no corredor ferroviário Luanda/Cuanza Norte/Malanje impede o Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) de se tornar numa empresa rentável.

  • 29/10/2018 18:29:52

    Angola e Holanda assinam acordo aéreo

    Luanda - Os governos de Angola e dos Países Baixos assinaram nesta segunda-feira, na cidade de Haia, um acordo no domínio da aviação civil.

  • 26/10/2018 15:55:51

    TCUL levanta greve parcial

    Luanda - Os trabalhadores da empresa de Transporte Colectivos Urbanos de Luanda (TCUL) retomaram nesta sexta-feira a sua actividade na totalidade nesta sexta-feira, depois da comissão sindical ter recebido garantias do conselho da administração em resolver os problemas que consta do caderno reivindicativo.

  • 24/10/2018 12:50:21

    Falta de energia condiciona comunicações entre estações do CFM

    Lubango - A falta de energia eléctrica em algumas localidades onde passa o traçado do Caminho-de-Ferro de Moçâmedes (CFM) (905 KM) está a condicionar o normal funcionamento da comunicação entre as 56 estações, por meio da fibra óptica, pondo em risco a segurança dos utentes, informou, no Lubango, o administrador técnico da instituição, António Cabral.