Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

14 Junho de 2018 | 16h16 - Actualizado em 14 Junho de 2018 | 16h16

Biocom vai produzir 10 mil toneladas de açúcar mascavo

Malanje - A companhia de Bioenergia de Angola (Biocom), localizada no município de Cacuso, província de Malanje, vai produzir anualmente 10 mil toneladas de açúcar mascavo, para abastecer o mercado, anunciou nesta quinta-feira o seu director adjunto Luís Bagorro.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

De acordo com o responsável, o açúcar mascavo será destinado a venda a unidades hoteleiras e similares e as quantidades produzidas poderão aumentar de acordo com a adesão e o aumento da oferta.

.

 

A Biocom projecta produzir, este ano, 100 mil toneladas de açúcar branco, das quais 15 mil já foram produzidas.

Está igulamente em curso a elaboração de um projecto a ser apresentado aos sócios para produção de álcool neutro, para comercialização às unidades hospitalares do país e outras empresas que necessitam do produto.

A Biocom é um projecto inserido no Pólo Agro-Industrial de Capanda, numa parceria entre o Estado angolano investidores privados, destinado a produzir, além do açúcar, energia eléctrica e etanol, visando abastecer o mercado nacional e reduzir a importação.

Está implantada numa área  de 81 mil e 201 hectares, dos quais 11 mil e 55 estão reservados  à preservação da fauna e flora, 70 mil e 102 mil hectares virados à produção agrícola, prevendo até 2022, data da sua maturidade, atingir a produção de 256 mil toneladas de açúcar, contra as actuais 100 mil toneladas previstas.

A empresa controla actualmente dois mil e 600 trabalhadores entre nacionais estrangeiros.

 

Leia também
  • 14/06/2018 12:58:20

    Infra-estruturas de controlo da qualidade devem ser melhoradas

    Luanda - As infra-estruturas nacionais de controlo da qualidade devem ser melhoradas, para a boa aceitação dos bens e serviços do país nos mercados com maior concorrência e com padrões de qualidade internacionalmente reconhecidos.

  • 14/06/2018 12:36:18

    Sonangol vai formar 40 técnicos em refinação na Itália

    Luanda - Quarenta técnicos da Sonangol serão seleccionados para uma formação na Itália, a fim de aumentar seus conhecimentos em matéria de refinação nas unidades de produção e gás da petrolífera ENI.

  • 14/06/2018 11:20:37

    Diversificação económica requer boas práticas da actividade inspectiva

    Luanda - O sucesso da estratégia para diversificação da economia e o fomento das exportações requerem a observância de boas práticas na actividade inspectiva, com impacto no trabalho da administração pública, das empresas produtoras de bens e prestadoras de serviços, declarou hoje o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Frederico Cardoso.