Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

07 Julho de 2018 | 23h01 - Actualizado em 09 Julho de 2018 | 10h53

Bengo: Portal dos municípios acresce responsabilidade financeira das administrações

Caxito - Os municípios terão maiores responsabilidades financeira devido a arrecadação e descentralização de receitas e despesas locais, no quadro da implementação do portal do município, afirmou a delegada provincial das Finanças do Bengo, Arlete de Sousa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Delegada provincial das Finanças do Bengo, Arlete de Sousa

Foto: Adão João Pedro

Em declarações à Angop, a responsável disse que a descentralização de receitas e despesas locais tem como objectivo primordial a municipalização dos serviços sociais e económicos com vista a melhoria das condições de vida dos munícipes.

Informou que no Bengo o portal foi implementado inicialmente no município do Dande, em Maio deste ano, tendo sublinhado que é uma experiência nova que está a ser bem-sucedida, apesar de alguns constrangimentos de ordem técnica.

Segundo Arlete de Sousa, os meios são poucos para expandir o portal com maior rapidez conforme se deseja, por falta de alguns computadores e outros equipamentos, mas está a ser uma experiência boa e aprazível.

“Começamos a arrecadar no município do Dande, onde temos sinais positivos e o processo está a decorrer de forma tranquila, com apoio dos órgãos competentes do Ministério das Finanças para resolver alguns problemas que possam surgir da implementação do projecto”, ressaltou.

A inexistência de bancos noutros municípios está a condicionar a expansão do portal em Nambuangongo, Pango Aluquém, Bula Atumba e Dembos, enquanto  que no  Ambriz poderá ser implementado na segunda fase.

Esclareceu que para  dar corpo à implementação do projecto de descentralização de arrecadação de receita e despesas locais é imprescindível que a nível dos seis municípios da província, haja agências bancárias.

O Ministério da Finanças, de acordo com Arlete de Sousa, em parceria com o Banco de Comercio e Indústria (BCI) prevêm nos próximos tempos instalar o sistema TPA ligadas ao portal, uma iniciativa que poderá ser feita em regime experimental no município do Dande, utilizando o cartão multicaixa.

Lembrou que actualmente só a estrutura central é que homologa as despesas financeiras das 18 províncias do país, mas com esta medida de acções financeiras este processo ganhará nova dinâmica.

Fez saber que com a criação de Sub-conta Única do Tesouro e a separação das receitas arrecadas a nível do poder local vai permitir que seja o próprio poder local, através da gestão do delegado provincial das Finanças gerir os recursos e de forma mais célere colocá-los à disposição das administrações municipais que arrecadaram.

As receitas comunitárias arrecadadas pelas administrações municipais, informou, visam cobrir as despesas de funcionamento, tendo salientado que a subconta do Tesouro para as receitas comunitárias, criada pelo Ministério das Finanças é da responsabilidade das delegações provinciais das Finanças, no quadro do novo modelo de controlo dos rendimentos arrecadados localmente. 

O portal foi criado com o fito de agilizar a prestação de serviços pelas administrações, ao mesmo tempo que permite maior celeridade e arrecadação directa das receitas comunitárias provenientes das taxas, emolumentos, licenças e multas.

Assuntos Província » Bengo  

Leia também
  • 31/01/2019 02:14:10

    Projecto de ouro arranca na província do Bengo

    Caxito - O projecto de ouro denominado "TIANDAIMANING", na comuna do Ngombe, município de Nambuangongo, província do Bengo, numa área de cinco quilómetros quadrados, prevê entrar em actividade em Agosto deste ano, com uma produção anual, na primeira fase, de 180 quilogramas.

  • 30/01/2019 01:14:52

    Salineiras do Ambriz necessitam de 60 milhões de Kwanzas

    Caxito - As salineiras Capulo, Natércia e Filhos no município do Ambriz, província do Bengo, necessitam de cerca de 60 milhões de Kwanzas para pôr em funcionamento 24 hectares que estão sem produzir.

  • 29/01/2019 17:49:19

    Pescadores chineses e vietnamita condenados por pesca ilegal

    Caxito - Cinco cidadãos chineses e um vietnamita, comandantes de embarcações que exerciam ilegalmente a pesca na Barra do Dande, foram condenados pelo Tribunal Provincial do Bengo a pena de um mês de prisão e a expulsão do país.

  • 22/01/2019 23:14:52

    Apreendidas catorze embarcações no Bengo

    Caxito - Catorze embarcações com licenças de pesca revogadas, por não reunirem as condições higieno-sanitárias, acomodação e conservação de pescado, foram apreendidas na província do Bengo, no âmbito da operação “Mar Seguro”, que decorre desde Dezembro último no país.