Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

12 Julho de 2018 | 16h34 - Actualizado em 12 Julho de 2018 | 16h34

FILDA/2018: Companhia de alumínio produz a 33% da capacidade instalada

Luanda - Dez toneladas de perfis de alumínio, correspondente a 33 por cento da sua capacidade instalada/dia, estão a ser produzidas pela fábrica da companhia de Alumínio de Angola - Extrulíder, único produtor deste produto no mercado angolano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Com um investimento de 20 milhões de dólares norte-americanos, a  fábrica, situada no município de Viana, tem capacidade para 30 toneladas/dia, mas em função da diminuta procura reduziu a produção,  de acordo com seu administrador, Tomas Neta.

 Sem concorrente, de momento, no mercado angolano, a Extrulider,  também faz aproveitamento/reciclagem de sucatas de perfis de alumínio.

Com os investimentos de cinco milhões de dólares que estão feitos, até ao final do ano prevê-se que entre 30 a 40 por cento produção seja com material reciclado.

 “Estamos a trabalhar há um ano  e com bastante sucesso, porque é um produto  que se gasta  muito em obras de construção civil”, manifestou Tomas Neta, em declarações à Angop, na 34ª edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA/2018), que decorre desde terça-feira na Zona Económica Especial (ZEE).

 Não obstante o sucesso, lamentou o facto de as vendas terem reduzido, nos últimos tempos, devido à paralisação de algumas obras de construção civil, quer privadas, quer estatais.

Mesmo assim, referiu que Angola não  precisa de importar perfis de alumínio, uma vez que há excesso no mercado.

O surgimento de pequenas indústrias no País motiva a produção deste material, que no futuro poderá ser exportado.

A fábrica está implantada no Pólo Industrial de Viana, quilómetro 25, estrada de Catete.

“Acreditamos no aumento da produção e o alavancar da economia nacional”, sublinhou.

A 34ª edição, que decorre nas instalações da Zona Económica Especial Luanda Bengo (ZEELB), conta com 372 expositores de 15 países, um aumento de 125 expositores em relação a 2017.

Na exposição participam de empresas de Angola (país Anfitrião), África do Sul, Espanha, Estados Unidos da América, Gana, Holanda, Índia, Itália, Macau, Portugal, reino Unido, Rússia e Suécia. Fazem ainda parte Turquia, Uruguai, Japão e Moçambique que estão a expor numa área aproximada de três hectares.

Rússia e o Gana são os estreantes, enquanto o Brasil, tradicional participante, é o grande ausente desta edição, que decorre sob lema “Diversificar a Economia, Desenvolver o Sector Privado”.

Portugal continua a ser o maior expositor estrangeiro de sempre e desta vez vem com 25, contra 16 de 2017, mantendo deste modo a tradição.

A feira é uma promoção do Ministério da Economia, em parceria com a empresa Eventos Arena. Nela estão patentes produtos e serviços de vários sectores como do ambiente, energia e petróleos, agricultura, pecuária, bebidas, banca e seguros, comércio geral e construção.

                                                                                                                       

Assuntos Feira  

Leia também
  • 13/07/2018 15:27:14

    FILDA/2018: Licitação de novas concessões petrolíferas à vista

    Luanda - O sector dos petróleos lançará, em breve, uma campanha de licitação de novas concessões petrolíferas, anunciou hoje, em Luanda, o secretário de Estado da Geologia e Minas, Janeo Correa Victor.

  • 13/07/2018 12:33:26

    FILDA/2018: Itália aposta na promoção de parcerias empresariais

    Luanda - A Itália está a participar na Feira Internacional de Luanda (FILDA/2018), para promover parcerias empresariais entre angolanos e italianos, de modo a contribuir no processo de diversificação da economia e na geração de mais postos de trabalho.

  • 13/07/2018 08:50:54

    FILDA/2018: Produção interna em evidência na feira

    Luanda - A Feira Internacional de Luanda (FILDA/2018) está a permitir aos empresários nacionais mostrar aquilo que o país já pode produzir internamente, pelo facto exporem nesta 34ª edição produtos e serviços com elevada qualidade, afirmou nesta quinta-feira o secretário de Estado do Comércio, Amadeu Nunes.

  • 13/07/2018 07:22:47

    FILDA/2018: Quarto dia reservado à indústria e aos petróleos

    Luanda - Uma conferência sobre o sistema financeiro nacional e o seu papel no fomento empresarial, no contexto da diversificação da economia, vai dominar o quarto e penúltimo dia da 34ª edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA/2018), dedicado à indústria e ao sector dos petróleos.