Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

11 Outubro de 2018 | 15h12 - Actualizado em 11 Outubro de 2018 | 15h12

Ministro dos Antigos Combatentes denuncia fraudes no sector

Lubango - O Ministério dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria financiou, nos últimos anos, projectos de cooperativas agrícolas tuteladas por supostos assistidos, um pouco por todo país, que afinal não existem, denunciou, nesta quarta-feira no Lubango, província da Huíla, o titular da pasta, João Ernesto dos Santos “Liberdade”.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

João Ernesto dos Santos Liberdade, Ministro dos antigos combatentes e veteranos da pátria

Foto: Domingos Nicolau

O governante que se encontra em visita de trabalho de dois dias, no quadro de um processo de recadastramento de 311 cooperativas agrícolas formadas na última década, advogou a necessidade de se avaliar a questão e constatar, de facto o que se passou.  

Contudo, está em curso um processo de recadastramento das cooperativas agrícolas em todas as províncias do país, embora em certos casos descobriu-se que, apesar de terem sido financiadas pelo ministério, não existe uma cooperativa como tal.

“As estatísticas indicam um registo de 311 cooperativas, sendo que na Huíla fala-se em 15, mas na realidade apercebi-me que existem apenas três, isso é crime, porque o governo injectou muito dinheiro para apoiar o programa de fomento agrícola e os valores suspeita-se que tiveram um destino diferente”, disse o ministro, acrescentando que existem lavras individuais e pequenas associações, mas cooperativas como tal dos antigos combatentes não existem, "por isso estamos a constatar no terreno para reportar ao Presidente da República”.

Considerou que após o levantamento que está em curso, o segundo passo será apoiar os Antigos Combatentes que pretendem trabalhar a terra para sobreviver, com sementes, tractores e suas alfaias, enxadas, catanas e outros meios para melhor produzir.

Esta é a primeira visita que o ministro efectua este ano à província da Huíla, desde que foi empossado no cargo.

Leia também
  • 03/02/2019 10:32:56

    Mais de mil milhões de kwanzas serão empregues em projectos na Matala

    Matala - Mil milhões, 18 milhões, 527 mil e 126 Kwanzas foram disponibilizados, no âmbito do Orçamento Geral do Estado (OGE) referente ao exercício económico de 2019, para financiar 37 projectos no município da Matala.

  • 02/02/2019 12:56:57

    Huíla: Caluquembe necessita de mais 50 técnicos agrícolas

    Caluquembe - O município de Caluquembe, a cerca de 193 quilómetros a norte do Lubango, província da Huíla, precisa de pelo menos 50 técnicos agrícolas para dar resposta às 225 associações e 50 cooperativas de camponeses nas comunas da Sede, Calepi e N'gola, que compreendem a circunscrição.

  • 02/02/2019 10:08:20

    Huíla: Caluquembe colhe 15 toneladas de café arábico em 2018

    Caluquembe - Quinze toneladas de café arábico foram colhidas no ano agrícola de 2018 no município de Caluquembe, província da Huíla, registando um aumento de mais sete toneladas em relação a 2017, anunciou hoje (sábado) o director local da Agricultura, Pecuária e Pescas, Eliseu José.

  • 31/01/2019 20:13:58

    Governador preocupado com o estado de abandono dos campos agrícolas

    Banga - O governador provincial do Cuanza Norte, Adriano Mendes de Carvalho, manifestou-se preocupado com o estado de abando dos campos agrícolas do município da Banga, ocupados por alguns empresários da região.