Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

11 Julho de 2019 | 09h58 - Actualizado em 11 Julho de 2019 | 09h57

Acesso à FILDA custa dois mil kwanzas

Luanda - Dois mil kwanzas é o valor que cada pessoa desembolsa para visitar a 35ª edição da Feira internacional de Luanda (FILDA/2019), que decorre de 9 a 13 deste mês, na Zona Especial e Económica (ZEE), sob o lema “Dinamizar o sector privado e promover o crescimento económico”.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Feira Internacional de Luanda "FILDA 2019".

Foto: Nelson Malamba

A exposição, que acontece num espaço de 28 mil metros quadrados, reserva entradas grátis para estudantes universitários, mediante a apresentação do Cartão de Estudante Universitário válido e do Bilhete de Identidade.

Outra particularidade é que crianças até aos 14 anos têm acesso gratuito. A entrada só é autorizada quando acompanhados de familiares ou responsáveis, e mediante a apresentação dos respectivos Bilhetes de Identidade.

No interior da ZEE, há autocarros que transportam os visitantes da entrada até ao portão onde decorrem as exposições dos 785 expositores nacionais e estrangeiros.

No dia da inauguração mais de cinco mil pessoas visitaram as exposições.

A Feira Internacional de Luanda é um evento multi-sectorial de exposição e de negócios que junta anualmente, desde 1983, empreendedores nacionais e de países de África, América, Europa e Ásia para expor produtos e serviços, assim como estabelecer contactos para parceiros, gerando impacto visível na Economia do país.

Mais do que um marco histórico, a FILDA é um reflexo directo da evolução e desenvolvimento empresarial e socioeconómico de Angola, é indissociável falar de crescimento económico e evolução empresarial sem mencionar o contributo que desde 1983 a FILDA tem dado a Angola, com a sua dinâmica e participação de todos os agentes activos da sociedade.

A FILDA foi até 2016 organizada por diferentes Entidades gestoras, passando desde a 33ª Edição para a Gestão directa do Governo de Angola através do Ministério da Economia e Planeamento que a pretende ver integrada num projecto Estratégico mais ambicioso para reforçar atractividade de Angola no panorama mundial, estimular as parcerias e sinergias entre os Empresários Nacionais e Internacionais e activamente contribuir para uma Angola auto-suficiente e exportadora.

A 35ª edição da FILDA, conta com a participação de 21 países: Portugal, Alemanha, Indonésia, Turquia, França, Índia, China, Reino Unido, Noruega, Suécia, Suíça, Israel, Brasil, Japão, Bielorrússia, Uruguai, Macau (Região administrativa Especial da China), Itália, África do Sul, Holanda e Estados Unidos da América. Produtos e serviços ligados à banca, telecomunicações e tecnologias de informação, petróleos, transportes e logística, indústria e turismo, construção civil, intermediação imobiliária, agricultura, entre outros, estão patentes nestes cinco dias de exposição.


 

Assuntos Feira  

Leia também
  • 11/07/2019 08:53:19

    Falta de matéria-prima inviabiliza produção do azeite português em Angola

    Luanda -A falta de matéria-prima inviabiliza a implementação de uma linha de enchimentos para produção em Angola do Azeite Camponês e do Boa Mesa, marcas portuguesas, informou nesta quinta-feira, em Luanda, o representante comercial da EZOL fabricante dos referidos azeites, Gonçalo Correia.

  • 11/07/2019 00:39:10

    Banca apresenta procedimento de financiamento no 3º dia da FILDA

    Luanda - A apresentação de procedimentos de financiamento ao abrigo do Programa de Apoio ao Crédito (PAC) e a apresentação dos temas aceleradores do desenvolvimento económico serão, nesta quinta-feira, as principais atracções do 3º dia da Feira Internacional de Luanda (FILDA/2019).

  • 10/07/2019 18:43:16

    Conferências, acordos e dia de Portugal marcam 2º dia da FILDA

    Luanda - A realização da conferência internacional sobre financiamento do desenvolvimento económico, a assinatura do pacto lusófono, a celebração da participação de Portugal e a visita da Primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço, marcaram a agenda do segundo dia da 35ª edição da Feira Internacional de Luanda FILDA 2019, aberta terça-feira.