Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

26 Agosto de 2019 | 14h22 - Actualizado em 26 Agosto de 2019 | 19h34

IGEO vai melhorar informação geológica

Luanda - Revitalizar a HidroMina no sul do país para prospecção das águas, a fim de mitigar os efeitos da seca nessa região, e melhorar a informação geológica do país para atrair investidores estrangeiros são os principais objectivos do novo Conselho de Administração do Instituto Geológico de Angola (IGEO), empossado hoje (segunda-feira), em Luanda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Cunene: Populaçãlo acarreta àgua nas Cacimbas

Foto: José Cachiva

PCA do IGEO, Canga Xiaquivuila

Foto: Bráulio Pedro

Segundo o PCA do IGEO, Canga Xiaquivuila, que falava à imprensa após tomar posse, a aposta na formação dos quadros, para fazer face aos desafios actuais do sector é outro desafio do IGEO, que deverá recorrer a três novos laboratórios, em Luanda, Saurimo e Huila para a realização de análises químicas.

Acrescentou que dentre as prioridades constam também encontros com congéneres internacionais, para elevar o nome da instituição angolana que estava adormecido, bem como a sua participação regular na Organização dos Serviços Geológicos de África, de que Angola poderá ser presidente.

“Vamos também trabalhar na implementação dos memorandos de entendimento com a Alemanha, para prospecção das águas subterrâneas no sul, e a avaliação dos recursos mineiros, com a Rússia para validação da informação geológica, bem como a implementação da cooperação com o Japão para avaliação dos recursos mineiros” - referiu.

Por seu turno, o ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino de Azevedo, que presidiu ao acto, explicou que a nova estrutura do Instituto foi feita não só para cumprir com os estatutos, mas também para dar uma nova dinâmica à instituição, cumprindo as suas tarefas com zelo e dedicação, dado a importância da instituição para o sector.  

“(…) Cabe ao instituto uma tarefa árdua de contribuir para a melhoria desse conhecimento geológico e assim facilitar melhor a actividade ao nível da mineração como outros sectores”, salientou, sublinhando que a economia precisa de um contributo maior do sector geológico.

Diamantino de Azevedo entende que o IGEO deve desenvolver acções que contribuam para o desenvolvimento sócio-económico do país.

O Instituto Geológico de Angola é um organismo público que tem por funções fundamentais a execução e coordenação da cartografia geológica e do estudo dos recursos minerais do país, tendo em conta o carácter e a política mineira estabelecida pelo Governo.

Leia também
  • 14/08/2019 10:32:25

    Mirempet realiza roadshows internacional para concurso público mineiro

    Luanda - O Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos (Mirempet) realizará entre 27 de Agosto e 20 de Setembro quatro roadshows (exposição itinerante) nas cidades de Luanda, Dubai, Beijing e Londres, para lançamento do concurso público para atribuição de direitos mineiros - 2019.

  • 05/08/2019 12:50:29

    Indústria diamantífera apresenta desempenho do 2º trimestre

    Luanda - O Ministério dos Recursos Minerais e Petróleo (Mirempet) apresenta nesta terça-feira, em Luanda, em relatório, as realizações do 2º trimestre do sector dos diamantes e as perspectivas do mercado "Outlook" do 3º trimestre, de acordo com um documento que a Angop teve hoje acesso.

  • 18/07/2019 17:36:03

    IGEO perfura poços para mitigar seca efeito da sul do país

    Lubango - O Instituto Geológico de Angola (IGEO) inicia nas próximas duas semanas, na província da Huíla, a perfuração de 15 poços de água, uma acção que se estende até Setembro próximo, para ajudar a mitigar os problemas da seca na região sul do País.