Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

08 Outubro de 2019 | 08h45 - Actualizado em 09 Outubro de 2019 | 13h19

Aviário de Oipembe com prejuízos de AKZ 32 milhões

Ondjiva - Dezasseis mil das 23 e 800 aves do Complexo Avícola de Oipembe, o único na província do Cunene, morreram domingo, devido à escassez de água, causando prejuízos avaliados em cerca de 32 milhões de kwanzas

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Cunene: Falta de água provoca a morte de galinhas no aviário do Oipembe

Foto: Cedida

O aviário, que produz 23 mil e 800 ovos por dia, funciona desde Dezembro de 2018, mercê de um financiamento do extinto Programa Angola Investe, no valor de um milhão e 500 mil dólares norte-americanos.

Em declarações hoje à Angop, o proprietário do aviário, Hermenegildo Leite, disse que o empreendimento consome 30 mil litros de água/dia, 10 mil dos quais para dar de beber as aves, e 20 mil para o sistema de arrefecimento da nave.

“Estamos com escassez da água há 15 dias. A fonte de água que abastecia o aviário secou. Situação agravada com avaria registada na conduta de água entre o Xangongo e Ondjiva, inviabilizando a comprar de água em camiões cisternas”, informou.

Hermenegildo Leite explicou que sem água, a neve aquece muito e as aves não suportam esta temperatura, pelo que a solução do problema passa primeiro pela disponibilidade de mais água ao aviário.

Localizado em Oipembe, a nove quilómetros de Ondjiva, o aviário proporcionou a criação de 29 postos de trabalho aos jovens locais, e já produziu três milhões e 500 mil ovos e conseguiu arrecadar 99 milhões e 400 mil  de kwanzas resultantes das vendas.

Em setembro, vários respiradores da conduta de água entre o Xangongo (municípuio de Ombadja) e Ondjiva (Cuanhama) foram vandalizados, por desconhecidos, em consequência da seca severa que a província do Cunene vive desde Outubro de 2018. 

Assuntos Província » Cunene  

Leia também
  • 26/09/2019 19:42:09

    Taxa de ocupação hoteleira baixa no Cunene

    Ondjiva - A taxa de ocupação hoteleira na província do Cunene, passou de 53 por cento em 2018 para 48 em 2019, informou hoje, quinta-feira, em Ondjiva, o director em exercício do gabinete da Juventude, Desporto e Turismo no Cunene, Fernando Hipunhati.

  • 22/09/2019 15:44:56

    Criadores no Cunene abatem gado pelo agudizar da seca

    Ondjiva - O agravamento da seca na província do Cunene está a forçar os criadores e pastores a abaterem o gado, para evitar que estes morram de sede e de fome por falta de pasto e água para o abeberamento.

  • 21/09/2019 20:50:57

    Cunene: Famílias afectadas pela seca no Cuvelai recebem apoios

    Ondjiva - Duas toneladas de bens alimentares diversos foram entregues, hoje (sábado), à população afectada pela seca no município do Cuvelai, província do Cunene, com vista a minimizar a carência alimentar na localidade.