Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

22 Outubro de 2019 | 17h46 - Actualizado em 23 Outubro de 2019 | 13h04

Mais de 700 camponeses beneficiam de instrumentos de irrigação

Icolo e Bengo - Setecentos e 50 camponeses da comuna de Cabíri, município de Icolo e Bengo, em Luanda, beneficiaram hoje (terça-feira) de 85 Bombas manuais de água, para a irrigação dos campos agrícolas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Actividade agricola

Foto: Angop

A doação efectuada pela organização não-governamental Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo (ADPP) contempla também 75 máquinas de moer ginguba.

Em declarações à Angop, o responsável da ADPP, Layton Mangwiye, disse que as máquinas de irrigação e as moedeiras foram doados e financiadas por um grupo petrolífero angolano com objectivo de ajudar a economia familiar.

Este grupo petrolífero, segundo Layton Mangwine, por intermédio da ADPP realiza o projecto designado “ Clube de agricultores de Luanda” que inclui, não só a entrega de meios para doação, mas também a formação dos camponeses com novas técnicas de cultivo e alfabetização.

O grupo possui um campo agrícola onde os camponeses, distribuídos em 15 grupos de 50 pessoas, recebem aulas práticas sobre as novas técnicas de cultivo como, a medição do terreno, para saber a distância necessária entre as sementes no solo e a produção de compostos orgânicos para evitar os fertilizantes químicos.

“Depois das aulas teóricas, os camponeses praticam nas suas lavras, onde, uma vez por semana, o Instrutor Agrícola, responsável por três famílias, verifica a aplicação dos conhecimentos adquiridos”, esclareceu.

Os produtos produzidos por estas famílias são comercializados nos mercados informais do KM-30, Sabadão e Funda, assim como nas escolas de formação de professores da ADPP nos Ramiros.

O projecto, que teve inicio em Novembro de 2017 e  com fim previsto para 2021, tem inserido nas aulas de alfabetização 614 camponeses que aprendem a fazer cálculo dos produtos para vender, o orçamento familiar e a pesquisa de mercado.

As aulas de alfabetização são ministradas por dez pessoas, nove homens e uma mulher, das aldeias de Fotossacala, Candenzala, Candenye, Calenge e Ilha Negala, comuna de Cabíri, onde cada alfabetizador recebe um subsídio mensal de 13.200 mil Kwanzas.

Leia também
  • 22/10/2019 21:38:04

    Mais de 300 mil famílias engajadas na campanha agrícola

    Caluquembe - Trezentas e 14 mil e 604 famílias camponesas, inseridas em 835 associações de cooperativas, estão envolvidas na presente campanha agrícola aberta hoje terça-feira, na localidade da Vila Branca, município de Caluquembe, pelo governador provincial vida Huíla, Luís Nunes.

  • 22/10/2019 16:20:12

    Luanda realiza Feira de Negócios e Forum Empresarial dos Municípios

    Luanda - A primeira edição da Feira de Negócios e o Fórum Empresarial dos Municípios, com objectivo de melhorar o ambiente de negócio, realizam-se a partir da próxima quarta-feira no Mercado Abastecedor do Benfica, em Luanda.

  • 18/10/2019 18:54:39

    Reserva estratégica alimentar promove produção nacional

    Luanda - A Reserva Estratégica Alimentar do Estado (REA) vai contribuir para a promoção da produção nacional e contribuir para o equilíbrio da procura e da oferta, declarou nesta sexta-feira, em Luanda, o director da Reserva Estratégica Alimentar do Estado (REA), Bráulio de Brito.