Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

06 Janeiro de 2020 | 17h01 - Actualizado em 06 Janeiro de 2020 | 16h56

Cooperativas agrícolas de ex-militares ganham tractores

Caxito - Duas cooperativas agrícolas de ex-militares nas localidades dos Paranhos e do Bucula, no município do Dande, província do Bengo, receberam hoje, segunda-feira, dois tractores e respectivas alfaias para fomentar a actividade laboral.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

As cooperativas dos Paranhos, com 79 hectares, e Bucula, com 56 hectares, foram criadas há três anos, com 142 membros das quais 38 são mulheres.

A banana, mandioca, beringela, tomate, cebola, quiabo, cana-de-açúcar, abacaxi e hortícolas são as principais culturas vendidas nos mercados do Cawango (Bengo) e Luanda.

A cooperativa do Bucula colheu nos primeiros anos entre 50 a 60 toneladas, mas no último ano reduziu para metade devido a falta de moto-bombas em condições para rega.

Já a similar dos Paranhos não tem um controle total da sua produção, segundo o responsável, Bartolomeu José Domingos, mas estima que as quantidades se aproximam das 20 toneladas.

A produção nestas duas cooperativas é feita manualmente e os tractores hoje recebidos são os primeiros que as cooperativas ganham desde a sua criação.

As cooperativas enfrentam problemas na obtenção do direito de superfície, falta de moto-bombas, de sementes e fertilizantes para melhor desenvolver a sua actividade.

No acto de entrega dos tractores e alfaias, a ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Inglês Alves, explicou que os meios fazem parte de um lote de 104 tractores e respectivas alfaias, que estão a ser distribuídos em todo país, para apoiar as associações e cooperativas agrícolas de ex-militares, para permitir o aumento da produção.

Neste âmbito, foram formados tractorista e mecânicos de cooperativas agrícolas de ex-militares das províncias do Bengo, Uige e Cuanza Sul, seguindo-se nos próximos dias as provincias do Moxico, Huíla e Benguela.

A ministra disse que nos últimos dois anos a província do Bengo reintegrou 136 ex-militares em actividades como alfaiataria, alvenaria, carpintaria, agricultura, mecânica-auto, serralharia e recauchutagem, mas ainda preocupa a situação dos 558 ex-militares em idade produtiva activa por reintegrar. Disse que a reintegração socio-profissional dos ex-militares é uma das componentes mais importantes para a estabilidade social, fortalecimento da paz, da democracia e da reconciliação nacional.

Por sua vez, a governadora do Bengo, Mara Quiosa, considerou que estes meios vão permitir aumentar a produção agrícola e a renda familiar.

Acto semelhante será realizado nesta terça-feira na província do Uige e na sexta-feira no Cuanza Sul.

Assuntos Província » Bengo  

Leia também
  • 23/12/2019 15:57:31

    Clientes devem à ENDE 900 milhões de kwanzas

    Caxito - Novecentos milhões de Kwanzas é o valor da dívida acumulada dos últimos seis anos, na província do Bengo, pelos clientes da Empresa Nacional de Distribuição de Energia (ENDE).

  • 23/12/2019 15:27:42

    ENDE prevê melhorar fornecimento em 2020

    Caxito - A Empresa Nacional de Distribuição de Energia (ENDE) vai, em 2020, no município do Dande, província do Bengo, concluir os projectos de electrificação das comunas do Terreiro, Kauando e do Panguila (sector 2).

  • 20/12/2019 20:29:16

    Caxito ganha hotel de três estrelas da rede AAA

    Caxito - Uma nova unidade hoteleira de três estrelas, do grupo AAA, denominada "IU Hotel", com 60 quartos, foi inaugurada hoje, no bairro Açucareira, província do Bengo, pela ministra da Hotelaria e Turismo, Ângela Bragança.