Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

23 Junho de 2020 | 15h23 - Actualizado em 01 Julho de 2020 | 15h11

Inundações causam prejuízos à fazenda Gabriel Gonga

Caxito - Um milhão e 500 mil kwanzas é valor do prejuízo registado pela Fazenda Gabriel Gonga, localizada no município do Dande, província do Bengo, devido às últimas chuvas de Abril, soube hoje a Angop do seu proprietário.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Com cerca de 10 hectares, a fazenda ficou completamente  inundada, perdendo grande parte das suas plantações, devido à obstrução da via de drenagem, provocada pela acumulação de enorme quantidade de lixo, que impediu a passagem da água.

Segundo o proprietário da fazenda, Gabriel Gonga, que falava à Angop, esta situação privou a fazenda de qualquer colheita e comercialização no mês de Maio último.

Todos os meses, são colhidos na fazenda entre 250 e 300 cachos de banana (principal cultura) e uma quantidade não especificada de outros produtos.

Informou à Angop que neste momento  estão a ser preparados apenas quatro hectares, para o cultivo de banana, repolho, tomate, couve  e o pimento em pequenas quantidades.

Está também a ser feito um estudo do campo, para se tomarem medidas que ajudem a resolver a situação e cumprir com programa de 2020, que é o de produzir  mensalmente mil cachos de banana.

Em relação ao Programa de Apoio à produção, Diversificação das Exportações  e Substituição das Importações (Prodesi), no qual a fazenda está inscrita, referiu que, apesar de várias equipas de trabalho se terem deslocado à província para visitas e levantamentos, ainda não se vê nada de concreto.

A fazenda, que existe há dois anos,  produziu em 2019 dois mil  e 179  cachos de banana  e arrecadou três milhões e 268 mil kwanzas, ao passo que em2018  foram colhidos mil e 843 cachos e arrecadados dois milhões e 179 mil  kwanzas.

Apesar das dificuldades que encontra no dia-a-dia no trabalho do campo, como a falta de tractor, de um sistema de rega e de transporte para escoar a produção, o proprietário está a desenvolver um projecto agrícola  no município do Ambriz, numa área de 80 hectares, direccionado ao  cultivo de  citrinos.

Este projecto entra em produção nos próximos dias.

Leia também
  • 01/07/2020 08:48:35

    Angola pode ser auto-suficiente em alimentos em cinco anos

    Luanda - Angola pode atingir a auto-suficiência alimentar em cinco anos, caso resolva os problemas de capital humano, logísticos e de mercado, afirmou nesta terça-feira, o ministro da Agricultura e Pescas, Francisco de Assis.

  • 29/06/2020 14:07:22

    Angola precisa de 60 mil toneladas de fertilizantes/ano

    Luanda - Angola precisa de 60 mil toneladas de fertilizantes/ano, para desenvolver a actividade agrícola, disse, esta segunda-feira, o ministro da Agricultura e Pescas, António Francisco de Assis.

  • 27/06/2020 10:23:11

    Salineiras do Bengo aguardam financiamento do PAC

    Caxito - Salineiras da província do Bengo aguardam por financiamento do Programa de Apoio ao Crédito (PAC), para aumentar os investimentos e superar a capacidade instalada actual fixada em mais de 20 mil toneladas de sal/ano.

  • 26/06/2020 15:32:53

    Icolo e Bengo collhe toneladas de hortícolas

    Icolo e Bengo - As cooperativas Sacrifício e Paciência, da comuna da Kiminha, município de Icolo e Bengo, em Luanda preveem colher nos meses de Julho, Agosto e Setembro 40 toneladas de hortícolas e fruta diversa.