Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

07 Julho de 2020 | 20h25 - Actualizado em 07 Julho de 2020 | 20h25

Projecto avícola de Lucala inicia comercialização de frangos

Lucala - O projecto avícola do município do Lucala, província do Cuanza Norte, começou hoje, terça-feira, a comercializar cinco mil frangos, para abastecer o mercado local.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Criação de galinhas EM AVIÁRIOS (ARQUIVO)

Foto: ANGOP

O projecto, de iniciativa privada, começou a ser implementado há dois anos, pela  empresa “Aves JDD", na localidade da Pamba do Sector, a oito quilómetros da vila do Lucala, com cerca de quatro mil pintos.

A iniciativa insere-se no programa do Governo Provincial do Cuanza Norte de relançamento da actividade avícola, através do projecto integrado de avicultura familiar orientado para o mercado, que conta com o apoio do Ministério da Agricultura e Pescas, através do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Agrário (FADA).

Em declarações à imprensa, o responsável da empresa “Aves JDD”, Francisco Daniel, a unidade avícola conta com nove mil frangos de corte para churrascos, que serão  comercializados  nos próximos dias.

Sublinhou que o projecto tem como meta produzir e vender  25 a 30 mil frangos nos próximos dois anos.

Além da produção de ovos e frangos, ressaltou, a empresa vai também produzir coelhos por inseminação, estando neste momento a criar as condições, como a construção de gaiolas, para a procriação 100 animais, num período de 45 dias.

Fez saber que a produção de coelhos visa abastecer os hospitais locais com carnes brancas, consideradas importantes suplementos alimentares para a dieta de pacientes.

Apontou como as principais dificuldades da empresa a aquisição de ração e de vacinas para as aves, situação que está a criar constrangimentos para a sustentabilidade do projecto, agravada pela pandemia da Covid-19, que tem dificultado a entrada de bens para o aviário.

O aviário possui 120 naves, com capacidade para albergar 25 mil pintos, um matadouro, para o abate de dez mil aves/dia, uma fábrica, com capacidade de produzir 25 toneladas de ração por dia, e uma incubadora, para chocar 150 mil ovos/dia.

Além de Lucala, o projecto conta ainda com outras 120 naves erguidas nas regiões de Quizenga, Cambunze e Calandula, esta última é município da província de Malanje.

No ano do seu arranque, o projecto Avícola do Lucala comercializou cerca de 77 mil e 850 frangos em regime experimental, mas o programa ficou comprometido por falta de condições, sobretudo de alimentação para as aves e de acabamento das suas infra-estruturas de apoio, como da fábrica de ração, dos sistemas de abastecimento de água e energia eléctrica, bem como do matadouro.

Leia também
  • 07/07/2020 19:45:54

    Aquicultores de Malanje comercializam toneladas de peixe

    Malanje- Duas mil e 500 toneladas de peixe cacusso começaram a ser comercializadas a partir de hoje, terça-feira, na localidade de Quissole, província de Malanje, por aquicultores associados no âmbito do Projecto de Pesca Artesanal e Aquicultura.

  • 07/07/2020 19:18:40

    Brigada de mecanização agrícola em Cacolo beneficia de tractores

    Cacolo - Uma brigada de mecanização agrícola no município de Cacolo, província da Lunda Sul, beneficiou hoje, terça-feira, de três tractores e respectivas alfaias, para prestar serviços às famílias de camponeses, agricultores individuais, associações e cooperativas.

  • 07/07/2020 18:40:09

    Covid-19: Dois restaurantes encerrados por desobediência

    Malanje - Dois restaurantes foram encerrados no último fim-de-semana, pelo Gabinete Provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos de Malanje por desobediência às normas de biossegurança tendentes à prevenção da covid-19.