Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

08 Agosto de 2020 | 09h11 - Actualizado em 08 Agosto de 2020 | 09h11

INADEC aponta riscos à saúde e segurança dos consumidores

Luanda - O mau acondicionamento dos alimentos em frigoríficos e economatos e a falta de higiene dos utensílios e dos manipuladores nas indústrias e empresas de restauração constituem alguns dos principais riscos a que estão expostos os consumidores do país, disse hoje à ANGOP, a directora- geral adjunta do Intstituto NAcional de Defesa do Consumidor (INADEC), Anta Webba.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Directora- geral adjunta do INADEC, Anta Webba

Foto: Domingos Cardoso

Associa-se a esses riscos, segundo a responsável, a falta de plano de controlo de praga nessas instituições empresariais. “Uma situação que o INADEC tem procurado mitigar com formação dos operadores do sector de alimentos em matéria de higiene e segurança alimentar”, acrescentou Anta Webba.

Nesta senda, referiu a gestora, formaram, de Abril de 2019 a Junho de 2020, 88 trabalhadores de 50 empresas, no âmbitodo programa de formação de operadores de bens e serviços.

O objectivo da formação, de acordo com a gestora, é conscientizar os manipuladores sobre a importância da aplicação das boas práticas, garantindo desta forma a qualidade dos alimentos sem colocar em risco a saúde e a segurança alimentar dos consumidores.

 Para garantir a segurança alimentar dos consumidores, a interlocutora aponta passos a seguir relativos ao manipulador. A higiene corporal do trabalhador, manter cabelos preso, usar touca descartável, manter unhas sempre limpas assim como o vestuário e o calçado.

Na óptica de Anta Webba, também é correcto retirar todos os adornos como piercing, relógios, brincos, aliança, entre outros.

Realçou ainda que devem ser observadas as condições de saúde dos trabalhadores, isto é, requerer exames médicos para atestar a sua robustez e evitar a contaminação dos alimentos.

Em relação à higiene dos utensílios como tábuas para corte , talheres e outros devem estar em perfeito estado de conservação para evitar que estes contaminem os alimentos e também que os alimentos contaminem-se entre si.

Enumerou alguns cuidados essenciais a ter-se em conta, nomeadamente à validade dos alimentos, separar produtos químicos destes, usar luvas, máscaras e óculos de protecção (…).” Essas regras são só a pontinha do iceberg que atravessa esse assunto”, concluiu a entrevistada.

Assuntos Economia  

Leia também
  • 06/08/2020 18:46:28

    PCA da AIPEX destaca investimento externo

    Luanda - O presidente do Conselho de Administração da Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (AIPEX), António Henriques da Silva, considerou, esta quinta-feira, de suma importância o investimento externo para a arrecadação de divisas no país.

  • 06/08/2020 16:55:19

    PIIM cria mais de dois mil empregos na Lunda Sul

    Saurimo - A implementação dos projectos, em execução no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) na Lunda Sul, permitiu a criação de dois mil 400 empregos directos e indirectos, na sua maioria de jovens dos 18 aos 40 anos.

  • 06/08/2020 12:44:11

    Governo implementa mais de dois mil projectos do PDN revisto

    Luanda - Dois mil e quinhentos e setenta projectos de impacto económico e social, dos três mil e 433 inicialmente previstos, serão implementados pelo governo no âmbito do Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) revisto (2018-2022).