Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

09 Janeiro de 2018 | 12h53 - Actualizado em 09 Janeiro de 2018 | 12h53

Educação em Benguela prevê matricular mais 800 mil alunos no ensino geral

Benguela - Oitocentos e noventa e três mil alunos terão as suas matrículas asseguradas no subsistema de ensino geral no ano lectivo de 2018, cuja abertura oficial acontece a 31 de Janeiro, informou o director do Gabinete Provincial de Benguela da Educação, Evaristo Calopa Mário.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Director Provincial da Educação, Evaristo Calopa Mário

Foto: António Lourenço

O sector tem tem disponíveis 156 mil vagas para as classes de ingresso (iniciação a 10ª classe),  enquanto 9. 675 é o número de vagas disponíveis para os candidatos do segundo ciclo secundário.

Evaristo Calopa Mário assegurou que o sector baixou orientações para que se atenda toda a comunidade escolar que afluam as unidades para efeitos de matrículas, com base nos actuais indicadores, de modo a reduzir o número de alunos fora do sistema de ensino.

Apesar das dificuldades relativas ao excesso de alunos na maioria das unidades escolares,  devido a falta de espaços, as direcções de escolas estão orientadas para assegurarem a matricula aos alunos  já  inseridos no Sistema Integrado.

“ Não vamos excluir do sistema alunos que nela se encontram, caso contrario  a instituição vai recorrer a alternativas de salas de aulas improvisadas ou provisórias, exclusivamente para atendê-los”, sublinhou.

O findo o prazo das matrículas na circunscrição, em cumprimento ao calendário nacional escolar, estarão criadas as condições para o arranque das aulas do primeiro trimestre marcadas para 1 de Fevereiro a 15 de Dezembro de 2018, apesar da falta gritante de manuais nas disciplinas de matemática e língua portuguesa nas mais diversas classes.

O responsável esclareceu que o ensino secundário, técnico profissional e nas escolas de formação de professores cumprem o mesmo calendário do ensino geral.

Para se reduzir a acção marginal nas escolas no ano lectivo de 2018, o sector conta com mais 280 guardas que vão engrossar o universo de 120 efectivos já existentes, visando salvaguardar a ordem e maior segurança nos estabelecimentos escolares.

Numa ronda efetuada pela Angop constatou-se uma preocupação a volta do processo de inscrições e matrículas em outros estabelecimentos escolares, por parte de pais e encarregados de educação.

Na Escola Técnica Profissional de Saúde ( EFTS)  tem disponíveis 108 vagas nos cursos de radiografia, fisioterapia e estomatologia.

A directora da Escola de Formação de Saúde, Olga Fernandes, apelou a calma aos pais e encarregados de educação no sentido de se absterem de “alegados” tráfico de influências e subornos incentivados por alguns trabalhadores afectos a instituição, lembrando da gratuitidade das inscrições.

O ingresso nos cursos realiza-se através de exame de admissão em temáticas de cultura geral, língua portuguesa, entre outras técnicas. A EFTS, ex-Instituto Médio de Saúde de Benguela, conta com 90 professores. 

Enquanto o Instituto Médio Industrial de Benguela colocou à disposição da comunidade acadêmica 240 vagas para novos estudantes. Para o feito, uma comissão de trabalho foi criada pela direção da instituição no sentido de acompanhar o processo de inscrições e matriculas, segundo o seu responsável, Artur Mampuna.  

“Não haver necessidade de serem pagas as ditas “gasosas” quando sabem como estamos organizados e com que meios disponíveis para ingressarem”, disse.

Leia também
  • 07/01/2018 10:31:32

    Benguela: Disponibilizados 114 milhões de kwanzas para despesas da Educação na província

    Benguela - Cerca de 114 milhões de kwanzas é o montante alocado pelo Executivo ao Gabinete da Direcção da Educação Ciência e Tecnologia na província de Benguela, destinados a despesas em bens e serviços no exercício do ano lectivo de 2018, que inicia oficialmente a um de Fevereiro próximo.

  • 06/01/2018 18:48:52

    Benguela: Novas centralidades ganham unidades escolares

    Benguela - Cento e quatro salas de aula entram em funcionamento no ano lectivo de 2018, para atender a população académica residente nas novas centralidades habitacionais localizadas nos municípios do Lobito e Baía Farta, com previsão de atender 11 mil e 500 alunos do ensino geral, secundário e médio técnico.

  • 27/12/2017 05:15:52

    Benguela: Instituto Agrário encerra ensino geral em 2018

    Benguela - O Instituto Médio "Joaquim Kapango", localizado no vale do Cavaco, arredores da cidade de Benguela, vai deixar de ministrar aulas do I Ciclo do Ensino Geral no ano lectivo/2018, dedicando-se exclusivamente a cursos básico e médio de agronomia, de acordo com a directiva conjunta do Ministério de tutela e Administração do Território.