Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

11 Janeiro de 2018 | 14h43 - Actualizado em 11 Janeiro de 2018 | 14h43

UKB com mais de 1500 vagas para licenciatura

Benguela - Mil e quinhentas e seis vagas estão disponíveis para o curso de licenciatura no ano académico 2018, na Universidade Katyavala Bwila, informou o reitor da instituição, Albano Ferreira.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Albano Ferreira Reitor da Universidade Katyavala Bwila

Foto: Miudo

O responsável, que falava em entrevista à Angop, disse que as vagas, mais 206 em relação ao ano académico anterior, estão distribuídas pelas faculdades de Direito, Economia, Medicina, Isced Benguela e do Sumbe e pelo Instituto Superior Politécnico.

De acordo com o reitor, o aumento de número de vagas resultou do facto de no ano passado registar-se uma maior taxa de aproveitamento de estudante do 1º ano.

“Nós temos seis unidades orgânicas, das quais cinco sediada em Benguela e uma no Cuanza Sul, cujas vagas estão distribuídas um pouco pelas várias unidades orgânicas em função do número de cursos que tem, tanto no regime regular como pós laboral”, disse.

Albano Ferreira perspectivou para 2018 consolidar a instituição, dando passo mais significativo em relação ao desenvolvimento da qualidade, bem como o aumento da relação com parceiros sociais e com vários sectores das províncias de Benguela e Cuanza Sul, visando o desenvolvimento do ensino superior.

Explicou que, com a implantação de mais curso de pós-graduação e com a criação de um ambiente mais propício a pesquisa, aumenta o impacto da acção da universidade com a sociedade, em termo de transferência de conhecimento e aplicação de resultados de investigação científica.

Segundo o reitor, quanto a internacionalização, a instituição está inserida num projecto em consórcio com a Universidade Agostinho Neto, duas moçambicanas e quarto Europeias num programa de capacitação de docentes para aumentar as suas competências do ponto de vista científico e pedagógico e a prestação ou concessão de projectos  para a prestação de serviços a sociedade.

Leia também
  • 08/02/2018 14:12:58

    Nova escola do I ciclo no Culango encurta distâncias

    Culango - Os alunos da comuna do Culango viram quarta-feira encurtados os 12 quilómetros que percorriam até à cidade do Lobito, após a inauguração de uma escola do primeiro ciclo do ensino secundário naquela localidade.

  • 04/02/2018 01:59:10

    Administrador da Ganda apela maior entrega dos professores

    Ganda - O administrador municipal da Ganda, Francisco Prata, apelou sábado aos professores mais entrega e rigor no cumprimento da sua missão de ensinar, neste ano lectivo, para se elevar a qualidade educacional na região.

  • 04/02/2018 01:26:16

    Bairro dos Cabrais ganha escola primária

    Biopio - O bairro dos Cabrais, na comuna do Biopio, município da Catumbela, província de Benguela, conta desde sábado com nova escola primária, para acolher, neste ano lectivo, muitas das crianças provenientes de famílias sinistradas pelas chuvas torrenciais de Março de 2015.

  • 29/01/2018 14:20:27

    Instituto Médio Politécnico do Lobito lança novos técnicos

    Lobito - Duzentos e cinquenta e um novos técnicos de Metalomecânica, Manutenção Industrial, Petroquímica, Ambiente e Controlo da Qualidade, formados pelo Instituto Médio Politécnico do Lobito (IMPL), província de Benguela, foram lançados este mês no mercado de trabalho.