Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

13 Maio de 2019 | 15h50 - Actualizado em 13 Maio de 2019 | 15h50

Investigação científica determinante para qualidade do ensino

Luanda - O director Adjunto para Área Académica do ISCED/Luanda, Zavoni Ntondo, considerou, nesta segunda-feira, que a investigação científica como componente essencial do ensino permite a produção do saber, fundamental na melhoria da qualidade do ensino levada e feita pelos docentes.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Abreu Paxe, chefe de departamento das línguas nacionais e literatura africanas do ISCED

Foto: Rosário dos Santos

Discursando na abertura da semana de línguas, didáticas e literatura em África, ressaltou que sem investigação científica numa instituição de ensino superior não há ensino de qualidade e o país possui docentes com alto grau de conhecimento e razoáveis posições científicas sobre as línguas didáticas e literaturas para minimizar esta situação.

Salientou que a grande missão de uma instituição do ensino superior é a transmissão do conhecimento usando a formação humana cultural, científica e tecnológica dos seus estudantes.

Zavoni Ntondo referiu que o estatuto já institucionalizado das línguas locais necessita de produção científica, pois debate-se com problemas como o seu desenvolvimento científico e reconhecimento efectivo no sistema de ensino que gerará a sua promoção como língua de produção literária.

Para si, o encontro aproxima os especialistas não só de língua e literatura, como também de metodologia, de modo que o ensino das línguas se torne eficaz e qualitativa, proporcionando um espaço de debate sobre questões relativas a ciências sociais aplicada a educação. 

Por sua vez o chefe do Departamento de Línguas e Literaturas Africanas, Abreu Paxi, disse que o encontro vai criar possibilidades de discutir, por via de reflexões e contribuições, os elementos que norteiam as preocupações do departamento como a promoção das línguas nacionais.

Acrescentou que o certame ira permitir fazer um trabalho em torno dos diferentes lugares da literatura angolana, alertar o Executivo sobre a importância de abertura espaço de reflexão e discussão sobre o estatuto que das línguas nacionais e a sua institucionalização funcional, para que elas estejam presentes nos diferentes sector da vida pública assegurando os diferentes processos de comunicação e inclusão.

Salientou que as línguas nacionais devem fazer parte do curriculum escolar, como suporte de conhecimento e exercerem o seu papel como meio de comunicação, pois elas ajudam a reconstituir a memória do país, bem como a preparar e educar uma geração que possa leva-las para uma sociedade industrial e tecnológica.

                                              

Assuntos Angola  

Leia também
  • 05/11/2018 13:40:26

    MESCTI reitera aposta na qualidade

    Luanda - A melhoria da rede de Instituições de Ensino Superior (IES), o aumento de cursos e de graduados, bem como a qualidade do ensino ministrado, com o reforço da qualidade de mestres e doutores, foi hoje, segunda-feira, realçada como uma das apostas do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI).

  • 01/11/2018 08:39:31

    Relação família e escola factor de desenvolvimento integral da criança

    Luanda - O académico Álvaro da Costa apontou quarta-feira, em Luanda, a relação família e escola como factor de desenvolvimento integral da criança, por ser uma prática constante e adequada que facilita a aprendizagem dos alunos.

  • 01/11/2018 08:30:06

    Académica considera produção científica imprescindível ao crescimento social

    Luanda - A directora geral do Instituto Superior Politécnico Atlântida (ISPA ), Albertina Zacarias, defendeu quarta-feira, em Luanda, o incentivo à produção científica por ser um factor imprescindível para o crescimento sustentável de qualquer sociedade.