Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

21 Outubro de 2019 | 13h06 - Actualizado em 21 Outubro de 2019 | 13h06

Docentes sugerem escolha de especialidade na 10ª classe

Luena - Professores da província do Moxico defenderam hoje, segunda - feira, no Luena, que a escolha de especialidade por parte dos educandos seja feita a partir da 10 ª classe, ao invés da 12ª classe, como previsto no novo plano curricular.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Participantes no acto de apresentação dos resultados do INACUA

Foto: kinda kyungu

A ideia foi sugerida durante o acto de apresentação dos resultados do Inquérito Nacional sobre Adequação Curricular em Angola (INACUA), promovida pelo Ministério de Educação.

Em declarações à Angop, o professor Cândido Gonçalves Manuel argumentou que quanto mais cedo o estudante aplicar-se na área em que está inclinada a sua habilidade se formam bons profissionais.

Já para o  professor de matemática e Educação Laboral, Cláudio Fernando, deve-se ter  em conta o apetrechamento dos laboratórios para adequar a teoria à prática durante o processo de ensino e aprendizagem.

O chefe do departamento Nacional de Investigação Educacional e Desenvolvimento (INIDE), José Amândio Francisco Ndonge, apontou que os docentes do Moxico, a nível do ensino primário, sugeriram também a inserção nos currículos escolares das línguas locais.

Para o I ciclo de ensino, insistiu, recomendaram algumas disciplinas, concretamente, a informática, cuja ministração poderia culminar até ao II ciclo, bem como a formação contínua dos professores.

O encontro em que participaram professores, coordenadores, representantes de partidos políticos, autoridades tradicionais, entre outros convidados, visou recolher contribuições para reestruturar os currículos escolares.

O sector educacional pretende currículos capazes de integrar a diversidade de saber, nas condições do contexto actual, para melhorar a qualidade do ensino e aprendizagem no país.

No acto de abertura, o vice-governador provincial para Esfera Política, Social e Económica, Carlos Alberto Masseca, desejou que se faça uma reformulação profunda dos currículos escolares para permitir a formação de quadros capazes para contribuírem no desenvolvimento do País.

Augurou que doravante os formandos saiam das instituições de ensino com capacidades e habilidades almejadas pelas empresas públicas e privadas, para permitir a sua rápida absorção no mercado do trabalho.

Leia também
  • 18/10/2019 14:50:52

    Feira de educação centrada no ensino técnico-profissional

    Malanje - Uma feira técnico-profissional que junta instituições do ensino médio, com vista a incentivar a criação de projectos voltados ao desenvolvimento sustentável e ao empreendedores está a acontecer na província de Malanje, numa iniciativa do Gabinete Provincial da Educação.

  • 17/10/2019 13:25:22

    ISCAT propõe avalia desafios educacionais do século XXI

    Malanje - A abordagem sobre os desafios técnico-científicos e educacionais do século XXI marca as II jornadas técnico-científicas do Instituto Superior Politécnico Privado da Catepa (ISCAT) abertas hoje, quinta-feira, com o objectivo de promover uma reflexão sobre a ciência nas mais variadas modalidades.

  • 17/10/2019 13:19:37

    Professores analisam proposta de planos de estudo

    Malanje - Professores, directores e sub-directores das escolas do I e II ciclos de ensino de Malanje analisam desde hoje, quinta-feira, propostas dos novos planos de estudo, que visam a melhoria do processo de ensino e aprendizagem.