Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

08 Julho de 2020 | 23h17 - Actualizado em 08 Julho de 2020 | 23h54

Covid-19: Setenta escolas vandalizadas no Cuito

Cuito - Pelo menos 70 escolas do ensino primário e do I ciclo do ensino secundário foram vandalizadas, no município do Cuito, província do Bié, nos últimos quatro meses.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vista parcial da cidade do Cuito

Foto: Pedro Parente

Da acção, praticada por cidadãos desconhecidos, resultou a destruição e retirada de janelas, portas, tectos e louça sanitária.

Segundo o administrador municipal, Abel Paulo, a acção resulta do facto de as escolas estarem desprotegidas, desde a suspensão das aulas em Março último, devido a Covid-19.

O município do Cuito conta com um total de 159 instituições dos referidos níveis de ensino.

Até agora, as autoridades municipais não conseguem quantificar os danos materiais.

A propósito, o chefe da Brigada Escolar no Cuito, Celestino Canguende, disse, em Fevereiro último, que o efectivo é insuficientes para acudir todas as escolas existentes na municipalidade.

"A unidade conta apenas com 43 efectivos, sendo necessário mais 50 para garantir o asseguramento das instituições", asseverou.

Esse efectivo, adiantou, permite assegurar, na actualidade, 12 escolas, enquanto nas demais faz-se o patrulhamento de proximidade, para reduzir o índice de criminalidade.

Por causa desse défice, algumas escolas, sobretudo primárias e secundárias do I ciclo, recorriam aos serviços de segurança privados.

Esse serviço era feito, segundo Ângelo Chissule, director municipal da Educação, com recurso às comparticipações financeiras dos encarregados de educação, abolidas pelo sector em 2019.

Essas comparticipações, apontou, serviam para pagamento de guardas e pessoal de limpeza.

Confirmou que "as escolas primárias e secundárias estão sem guarnição nenhuma, porque não têm orçamento para o efeito".

No entanto, o administrador municipal do Cuito exorta a conjugação de esforços entre a comunidade e as forças da ordem, para banir o fenómeno de vandalização de escolas.

O município do Cuito dispõe de 108 escolas do ensino primário, 28 complexos escolares, 19 colégios e quatro liceus, assegurados por 4.762 professores, distribuídos em 1.680 salas de aula.

Conta com um universo de 161.476 alunos, matriculados da iniciação à 13ª classe.

Leia também
  • 07/07/2020 16:25:45

    Covid-19: Directores de escolas garantem condições de biossegurança

    Lubango - Directores de algumas escolas do II Ciclo do Ensino Secundário do sector público e privado do município do Lubango, província da Huíla, garantiram hoje, terça -feira, terem criado pelo menos 85 por cento das condições de biossegurança, para o retorno às aulas, no dia 13 deste mês.

  • 06/07/2020 19:46:20

    Escolas em Cabinda em condições para o reinício das aulas

    Cabinda - O secretário provincial da Educação em Cabinda, Miguel Raul Mazissa Zinga, disse hoje, segunda-feira, estarem criadas as condições de biossegurança nas escolas do II ciclo para o reinício das aulas no dia 13 do corrente mês.

  • 06/07/2020 15:20:04

    Covid-19: Reinício das aulas sem prática de Educação Física

    Moçamedes - O reinício das aulas, previsto para 13 do corrente mês no ensino secundário, estará privado da realização da prática da disciplina de Educação Física, cumprindo-se assim com as medidas de prevenção da covid-19.