Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

11 Agosto de 2017 | 19h58 - Actualizado em 11 Agosto de 2017 | 19h58

Índia aumenta presença militar na fronteira com a China

Nova Délhi - A Índia aumentou a presença militar na sua fronteira nordeste com a China, em meio a um desacordo fronteiriço numa área estratégica da Cordilheira do Himalaia, que causa uma forte tensão entre os dois países, anunciou nesta sexta-feira um funcionário indiano citado pela imprensa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mapa da Índia

Foto: ANGOP


"Os efectivos militares ao longo da fronteira com a China nos sectores [dos Estados indianos] de Sikkim e de Arunchal aumentaram", declarou um funcionário do governo indiano citado pela agência PTI.
               
O nível de alerta para os soldados também aumentou, indicou o responsável, cujo nome não foi revelado.

Entretanto, de acordo com este responsável, a Índia não enviou efectivos suplementares à zona situada entre as fronteiras da Índia, China e Butão, onde 350 militares indianos e soldados chineses permanecem próximos num ambiente tenso.
              
Um desacordo fronteiriço opõe os dois países desde que a Índia enviou soldados em Junho a esta zona estratégica reivindicada por China e Butão, para bloquear a construção de uma estrada por parte do Exército chinês.

O envio das Forças Armadas pela Índia, aliada de Butão, aumentou a tensão, fazendo com que a China anunciasse o reforço da sua presença militar nesta área que considera ser sua, e exigindo a retirada das tropas indianas.
               
   

Assuntos Defesa  

Leia também
  • 09/08/2017 17:08:43

    Seul preconiza reforço da Defesa perante ameaça de Pyongyang

    Seul - O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, instou nesta quarta-feira a uma "reforma completa" das forças armadas do país, considerando o reforço da defesa sul-coreana uma "tarefa urgente" perante os avanços da Coreia do Norte.

  • 03/08/2017 12:02:27

    Governo turco substitui chefes dos três ramos das Forças Armadas

    Ancara - O Governo e responsáveis militares turcos decidiram nesta quarta-feira substituir os chefes dos três ramos das Forças Armadas, um ano após o golpe fracassado contra o Presidente Recep Tayyip Erdogan, referiram as cadeias televisivas NTV e CNN-Turk.

  • 02/08/2017 19:28:07

    Qatar fortalece seu poderio militar

    Doha - O Qatar, que sofre desde Junho um bloqueio diplomático imposto por quatro paises árabes, encomendou recentemente sete navios de guerra da Itália, com vista a fortalecer o seu poderio militar.