Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

13 Janeiro de 2018 | 12h26 - Actualizado em 13 Janeiro de 2018 | 12h26

México: FAO está mais preocupada com obesidade na América Latina

México - A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) está mais preocupada com o aumento da obesidade na América Latina e no Caribe do que com a falta de alimentos, afirmou hoje (sábado), no México, o seu director-geral, José Graziano da Silva.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

"O grande desafio que vemos em matéria de alimentação, não apenas no México, mas também na América Latina e no Caribe, é o assunto da obesidade, sobretudo em mulheres e crianças (...). Sofre-se mais de obesidade que de falta de comida, da fome tradicional", afirmou Graziano em conferência de imprensa na Cidade do México.

O director da FAO explicou que "comer mal" também é um problema de alimentação e alertou para a epidemia no consumo de sal, açúcar, gorduras saturadas e frituras provocadas pela "fast food".

"O assunto que buscamos com mais força (na região) é o controlo da obesidade, favorecendo uma dieta saudável, isso é, diversificar a alimentação, comer mais frutas e legumes", acrescentou.
              
"Essa dieta não é saudável, não é sustentável e causa efeitos na saúde (...), como diabetes e problemas cardíacos", disse ele.
   
Segundo estudos da FAO e da Organização Mundial da Saúde (OMS), 58 por cento dos habitantes da América Latina e do Caribe estão acima do peso ideal. As Bahamas, o México e o Chile são os que apresentam os maiores problemas a este respeito.
   

Assuntos Internacional  

Leia também
  • 13/01/2018 12:28:21

    EUA: Líder da Ku Klux Klan morre na prisão

    Chicago - Um líder da Ku Klux Klan condenado por assassinatos de três defensores dos direitos civis, um caso que ficou conhecido pelo filme "Mississippi em Chamas", ganhador de um Oscar em 1988, morreu na última quinta-feira na prisão, informaram hoje (sábado) as autoridades locais.

  • 13/01/2018 12:23:29

    EUA: Advogado de Trump pagou para silenciar atriz de filmes para adulto

    Washington - Um advogado de Donald Trump pagou 130.000 dólares para silenciar uma estrela da indústria pornográfica antes das eleições de 2016 para evitar que ela revelasse um encontro sexual com o presidente americano, informou hoje (sabado) o The Wall Street Journal.

  • 12/01/2018 11:07:00

    Presidente timorense defende criação urgente de Autoridade Marítima

    Díli - O Presidente de Timor-Leste, Francisco Guterres, destacou hoje "a urgência" da constituição de uma Autoridade Marítima Nacional (AMN), elemento essencial na protecção e defesa dos recursos marítimos do país, noticiou a Lusa.