Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

12 Julho de 2018 | 18h04 - Actualizado em 12 Julho de 2018 | 18h04

Trump diz que batalha comercial com a China "será resolvida"

Bruxelas - O presidente americano, Donald Trump, afirmou hoje acreditar que a batalha comercial do seu país com a China "será resolvida", apesar de reconhecer que actualmente o assunto seja "bastante desagradável".

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Donald Trump, Presidente dos EUA

Foto: WIN MCNAMEE

"Acho que terminaremos fazendo algo muito bom com a China. Actualmente, estamos numa batalha comercial bastante desagradável, mas acho que em última instância resolveremos", disse ele, durante uma conferência de imprensa no último dia da cimeira de líderes da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), realizada em Bruxelas (Bélgica).

Trump também afirmou que a União Europeia tratou os Estados Unidos "de forma muito injusta no comércio" e acrescentou que os fazendeiros americanos foram "excluídos" do clube comunitário.

"Acho que finalmente seremos tratados de forma justa no comércio", arriscou.

A China e os Estados Unidos encontram-se numa guerra comercial gerada pelas tarifas comerciais que o Executivo em Washington impôs primeiro e que foram respondidas com medidas de similares pelo governo chinês.

Trump aplicou, além disso, tarifas às importações europeias de aço e alumínio, e os 28 membros (da UE) aprovaram represálias contra os Estados Unidos.

Assuntos Economia  

Leia também
  • 12/07/2018 17:56:14

    Putin prolonga até 2019 embargo a produtos alimentícios ocidentais

    Moscovo - O presidente russo, Vladimir Putin, prolongou hoje até 2019 o embargo a produtos alimentícios dos países ocidentais, em vigor desde 2014, em represália pelas sanções decretadas por Estados Unidos e União Europeia (UE) contra a Rússia pela anexação da Crimeia.

  • 12/07/2018 10:42:49

    Governo britânico quer associação económica "sem precedentes" com UE

    Londres - O ministro britânico para a saída da União Europeia (UE), Dominic Raab, disse hoje que o "livro branco" sobre o “brexit” que o Governo britânico deve publicar hoje propõe aos "27" uma associação económica "sem precedentes".

  • 04/07/2018 12:40:39

    China concede crédito de USD cinco biliões à Venezuela

    Pequim - A China vai abrir uma linha de crédito de cinco biliões de dólares à Venezuela para o desenvolvimento de projectos no campo do petróleo, disse o ministro venezuelano de Economia e Finanças, Simon Zerpa.