Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

15 Maio de 2019 | 10h51 - Actualizado em 15 Maio de 2019 | 11h08

Arábia Saudita afirma que segurança do abastecimento de petróleo está ameaçada

Riad, Arábia Saudita - O governo saudita afirmou nesta quarta-feira que os recentes ataques "terroristas" contra navios e instalações petroleiras ameaçam a Arábia Saudita e também a "segurança do abastecimento" de petróleo e a economia mundial, noticiou a AFP.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira da Arábia Saudita

Foto: Divulgação

Ataques com drones reivindicados pelos rebeldes huthis do Iémen provocaram o fechamento de um grande oleoduto na terça-feira na Arábia Saudita.

Os ataques aconteceram um dia depois de actos de sabotagem misteriosos contra quatro navios em águas do Golfo denunciados por Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos.

"É importante enfrentar as entidades terroristas que cometem tais actos de sabotagem, em particular as milícias huthis apoiadas pelo Irão no Iémen", afirmou o ministro saudita da Comunicação, Turki Al Shabanah, depois de uma reunião do governo presidida pelo rei Salman.

O governo reiterou a denúncia dos "atos subversivos" contra quatro navios civis, incluindo dois petroleiros sauditas, no domingo no Golfo, perto dos Emirados Árabes Unidos.

"É uma ameaça flagrante para a segurança do tráfego marítimo e tem consequências negativas para a paz e a segurança, regional e internacional", completou o ministro.

A Arábia Saudita, principal rival do Irão no Médio Oriente intervém militarmente no Iémen desde 2015 ao lado dos Emirados, em apoio às forças governamentais que estão em guerra com os rebeldes huthis.

Assuntos Petróleos  

Leia também