Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

10 Julho de 2019 | 16h00 - Actualizado em 10 Julho de 2019 | 17h21

Eslovénia com intenção de reconhecer Estado da Palestina

Zagreb - O ministro das Relações Exteriores da Eslovénia, Miro Cerar, afirmou nesta quarta-feira, em Liubliana, que o seu país deseja reconhecer o Estado da Palestina e espera poder fazê-lo num futuro próximo com os outros membros da União Europeia (UE).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

"Continuaremos com actividades para que dentro da UE se forme o mais rápido possível um pequeno grupo de países-membros que junto com a Eslovénia reconheçam a Palestina como Estado independente", disse Cerar em entrevista colectiva depois de reunir-se com o chanceler palestiniano, Riad Maliki, segundo informou a agência eslovena de notícias "STA".

Por sua vez, Maliki mostrou-se satisfeito com as intenções da Eslovénia e disse esperar que o reconhecimento "chegue em breve".

No ano passado, Karl Erjavec, o antecessor de Cerar na chefia da diplomacia eslovena, tinha defendido o reconhecimento do Estado palestino, inclusive sem esperar uma posição comum com outros membros da UE. No entanto, a mudança de governo em Liubliana poucos meses depois deixou este assunto estagnado.

O Conselho Nacional da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) proclamou de forma unilateral, em 1988, o Estado da Palestina, com Jerusalém Oriental como capital.

O Conselho Nacional da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) proclamou de forma unilateral, em 1988, o Estado da Palestina, com Jerusalém Oriental como capital. Até o momento, a sua soberania foi reconhecida por 10 dos 28 membros da UE e, no total, por 137 países no mundo.

Assuntos Diplomacia  

Leia também
  • 10/07/2019 17:14:42

    Enviado francês mantém reuniões no Irão

    Teerão - O assessor diplomático da presidência francesa prosseguiu nesta quarta-feira, em Teerão, conversações com o governo local para salvar o acordo internacional de 2015 sobre o programa nuclear desse país do Médio Oriente e aliviar as tensões entre os Estados Unidos e a República Islâmica.

  • 10/07/2019 13:35:12

    Embaixador britânico em Washington renuncia ao cargo após controvérsia com Trump

    Londres - O embaixador britânico em Washington, Kim Darroch, renunciou ao cargo após a crise provocada com os Estados Unidos pelo vazamento de mensagens confidenciais nas quais chamava o presidente Donald Trump de "inepto" e sua administração de "disfuncional", noticiou a AFP.

  • 10/07/2019 11:16:35

    Paris confirma que mísseis encontrados na Líbia pertenciam à França

    Paris - Os mísseis de fabrico norte-americano descobertos na Líbia numa base do marechal Khaifa Haftar pelas forças leais ao governo de Tripoli pertenciam à França e vão ser destruídos, disse hoje o governo de Paris, segundo noticiou a Lusa.