Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

10 Julho de 2019 | 16h57 - Actualizado em 11 Julho de 2019 | 11h06

Turquia envia reforços militares à fronteira com a Síria

Ankara - A Turquia enviou reforços militares à província de Hatay, perto da fronteira com a Síria, segundo a agência de notícias Anadolu.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mapa da Síria

Foto: Divulgação

Um comboio de 50 veículos blindados foi deslocado na segunda-feira (8) à noite em Hatay, na fronteira com a zona desmilitarizada síria de Idlib, onde, segundo o Ministério da Defesa da Turquia, um posto de observação turco foi atacado no final de Junho.

Enquanto isso, uma fonte militar informou mais tarde à Sputnik que "o Exército turco enviou reforços militares a uma zona desmilitarizada na Síria para fortalecer os pontos de observação criados em conformidade com o acordo de Astana".

A fonte disse que o Exército turco não está a se preparar para operações militares, mas poderia realizar uma na Síria em caso de um ataque aos soldados turcos, que estão no seu território.

A partir de Junho, Ankara relatou vários ataques nos seus postos de observação em Idlib das posições do exército sírio.

A província de Idlib foi ocupada em 2015 por vários grupos armados e organizações terroristas.

Assuntos Conflito  

Leia também
  • 11/07/2019 09:30:50

    Os líderes das Farc que abandonaram o acordo de paz na Colômbia

    Bogotá - O caso de Jesús Santrich, ex-líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, que teve pedido de prisão decretado ontem pela Corte Suprema de Justiça, é o mais notório entre os ex-guerrilheiros que decidiram dar as costas para o acordo de paz assinado com o país, noticiou a EFE.

  • 10/07/2019 16:29:01

    Irão fala em "insegurança nos mares" após apreensão do petroleiro

    Teerão - O presidente do Irão, Hassan Rohani, afirmou nesta quarta-feira, em Teerão, que o Reino Unido criou "insegurança nos mares" com a detenção de um petroleiro iraniano no estreito de Gibraltar (Espanha).

  • 10/07/2019 11:16:35

    Paris confirma que mísseis encontrados na Líbia pertenciam à França

    Paris - Os mísseis de fabrico norte-americano descobertos na Líbia numa base do marechal Khaifa Haftar pelas forças leais ao governo de Tripoli pertenciam à França e vão ser destruídos, disse hoje o governo de Paris, segundo noticiou a Lusa.