Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

08 Novembro de 2018 | 06h25 - Actualizado em 08 Novembro de 2018 | 09h22

Católicos e luteranos apelam cuidados na legalização de igrejas

Curoca - Os bispos da diocese católica de Ondjiva, Dom Pio Hipunhaty, e da igreja luterana de Angola, dom Tomás Ndawanapo, apelaram nesta quarta-feira, no Curoca (Cunene), cuidados na legalização de igrejas, por receios de subversão da ordem social.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

No final de audiências que lhes foram concedidas pelo vice-presidente da República, Bornito de Sousa, em Oncócua (sede do Curoca), consideraram algumas supostas igrejas verdadeiras ameaças à paz social.

Dom Pio Hipunhaty considera uma aberração confundir adivinhos com pastores  e defende formação em teologia e antropologia para funcionários dos gabinetes que lidam com religiões.

Aconselha, para a legalização, que se atenham a factores como os pilares da liturgia, organização interna e saber o que exigem ou proíbem aos membros e não apenas ao número de fiéis.

Já o bispo da Igreja Luterana também considera menos relevante o número de fiéis, mas sim o que apregoam.

Dom Tomás Ndawanapo afirmou que muitas destas igrejas e seitas podem ser umas autênticas ameaças à segurança pública e aos Estados.

Sugere que se evitem grandes processos baseados para justificar número de aderentes e que se presta mais atenção a mensagem que cada uma transmite e as suas doutrinas.

Os dois líderes religiosos deslocaram-se à Oncócua, sede do município do Curoca, para transmitir as suas preocupações e sugestões ao vice-presidente da República que realizou uma visita de trabalho de 48 horas a localidade.

Assuntos Província » Cunene  

Leia também
  • 17/01/2019 08:28:45

    Mais de 40 igrejas ilegais encerradas no Cunene

    Ondjiva- Quarenta e três igrejas ilegais na província do Cunene foram encerradas no período de Novembro de 2018 à presente data, no âmbito da Operação Resgate.

  • 26/11/2018 18:31:51

    Grupo teatral Olonguisse apresenta "Minha Filha, Minha Namorada"

    Ondjiva - A peça intitulada " Minha filha, minha namorada", que retrata o namoro na adolescência e a fuga à paternidade, será exibida sábado (01), na Mediateca António Didalelwa, em Ondjiva, província do Cunene, pelo grupo teatral Olonguisse.

  • 19/10/2018 17:42:41

    Sucessor do rei Mandume será conhecido em 2019

    Ondjiva - O Sucessor do rei Mandume-Ya-Ndemufayo será conhecido em 2019, depois de 101 anos da morte do último rei dos Cuanhamas, informou hoje, sexta-feira, o porta-voz da comissão geral da restauração do Reino de Cuanhama, Pedro Tungeni.