Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

11 Maio de 2018 | 11h39 - Actualizado em 11 Maio de 2018 | 12h20

Obras do novo Museu dos Reis do Kongo arrancam em Julho

Mbanza Kongo - As obras de construção do novo Museu dos Reis do Kongo, em Mbanza Kongo, província do Zaire, arrancam no próximo mês de Julho deste ano, anunciou hoje, sexta-feira, o director do gabinete provincial da cultura, turismo, juventude e desportos, Biluka Nsakala Nsenga.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Zaire: Biluka Nsakala Nsenga - Director da Cultura

Foto: Pedro Moniz Vidal

Em declarações à Angop, a fonte informou que o lançamento da primeira pedra para a edificação deste empreendimento acontecerá no dia 8 de Julho, altura em que a cidade de Mbanza Kongo celebrará o primeiro aniversário da sua inscrição na lista do património mundial da Unesco.

O responsável adiantou que o novo edifício, cuja estrutura arquitectónica deverá inspirar-se na génese do Reino do Kongo, vai ser erguido no recinto próximo à rotunda do monumento ao soldado desconhecido.

Explicou que após o concurso público para a adjudicação da empreitada a ser lançado nos próximos dias, seguir-se-á uma consulta pública que deverá estender-se aos restantes países que faziam parte do antigo Reino do Kongo, nomeadamente a República Democrática do Congo (RDC), Congo Brazzaville e o Gabão.

Esclareceu que a consulta de especialistas em ciências humanas destes países resulta de uma orientação da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) aquando da inscrição deste sítio.

O actual Museu dos Reis do Kongo era, no passado, a residência dos soberanos do Kongo.

A cidade de Mbanza Kongo, detentora de um património histórico e cultural excepcional foi, a partir do século XIII, o centro político-administrativo do então poderoso Reino do Kongo.

A influência do império Kongo estendia-se desde o sudoeste de África, no território que hoje corresponde Angola incluindo Cabinda,  à República do Congo, à parte ocidental da República Democrática do Congo (RDC) e à parte centro-sul do Gabão.

 

Assuntos Museus   Província » Zaire  

Leia também
  • 10/05/2018 16:24:37

    Furtada placa de identificação do monumento histórico

    Mbanza Kongo - Elementos desconhecidos retiraram, há dias, a placa metálica de identificação da antiga residência do secretário do rei do Kongo, em Mbanza Kongo (Zaire), classificada monumento histórico nacional.

  • 18/04/2018 23:31:04

    Defendida preservação da língua nacional Kikongo

    Mbanza Kongo - A língua nacional Kikongo, um dos requisitos que também contribuiu para a inclusão da cidade de Mbanza Kongo, na lista do património mundial pela Unesco deve continuar a ser preservada cada vez mais para que as novas gerações possam se rever dela, defendeu nesta quarta-feira, o director provincial do Zaire da Cultura, Biluka Nsakala Nsenga.

  • 16/04/2018 12:10:08

    Museu Regional da Huíla com mais de mil peças inventariadas

    Lubango - Mil e 869 peças de colecção etnográfica, simbolizando hábitos e costumes dos povos do sul de Angola (Huíla, Cunene, Namibe e Cuando Cubango) estão catalogadas no Museu Regional da província da Huíla desde 2004, algumas em exposição e outras em depósito.