Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

08 Janeiro de 2019 | 11h03 - Actualizado em 08 Janeiro de 2019 | 18h26

Ministra da Cultura quer aposta na criatividade

Luanda - A ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, realçou nesta terça-feira, em Luanda, a necessidade de os agentes culturais apostarem na criatividade, com o intuito de se colocar ao dispor do público produtos com o desejado padrão qualitativo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Carolina Cerqueira, Ministra da Cultura (arquivo)

Foto: Cedida

De acordo com a ministra, que falava à imprensa após a deposição de uma coroa de flores no busto do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, no Parque da Independência, no âmbito do Dia da Cultura Nacional, deve-se proporcionar ao público o acesso ao produto cultural de qualidade, razão pela qual os criadores e agentes culturais devem, acima de tudo, olhar para o factor qualitativo com fundamental para a cultura angolana.

Carolina Cerqueira avançou que a valorização, preservação e divulgação é uma acção que deve ser conjugada com à produção de bens com a qualidade desejável para o mercado interno e externo.

Para assinalar o Dia da Cultura Nacional, o Ministério da Cultura tem programadas diversas actividades, entre as quais palestras, conferências, exposições, teatro, dança, espectáculos musicais.

O Dia da Cultura Nacional foi  instituído em 1986, devido ao discurso pronunciado pelo primeiro presidente angolano e fundador da nação, António Agostinho Neto, em 1979, na tomada de posse dos corpos gerentes da União dos Escritores Angolanos (UEA).

A data foi aprovada pelo decreto nº21 e publicado no Diário da República nº 87, I série, de Novembro de 1986, em homenagem ao discurso sobre a Cultura Nacional.

Em 1979, o insigne homem de Cultura, o poeta e Presidente Agostinho Neto, durante a tomada de posse dos corpos gerentes da UEA fez uma abordagem sobre a Cultura Nacional, que, de então a esta parte, passou a ser referência fundamental em todas as discussões sobre a problemática da Cultura angolana.

Em reconhecimento ao seu pensamento, relativamente aos problemas que se prendem com a Cultura Nacional, e à importância que a cultura tem como um dos elementos constituintes do substrato da unidade nacional e factor essencial na afirmação da soberania do país e promoção do desenvolvimento, foi instituída a data.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 05/02/2019 17:00:27

    Escritora angolana Helena Dias em antologia no Brasil

    Luanda- A escritora angolana Helena Dias está inserida na antologia de textos literários de escritoras negras afro-brasileiras a ser publicada a 20 deste mês, no Estado de São Paulo (Brasil), soube nesta terça-feira à Angop.

  • 05/02/2019 16:47:25

    João Rosa Santos publica "Etu Mu Dietu" na sexta-feira

    Luanda - "Etu Mu Dietu, Crónicas ao Acaso", o mais recente rebento literário de João Rosa Santos, cujo lançamento estava previsto para Dezembro de 2018, sai apenas a público a 8 deste mês, em acto a ter lugar na União dos Escritores Angolanos (UEA).

  • 02/02/2019 02:11:17

    Resenha Cultural: Apresentação da Bienal de Paz de Luanda marca semana

    Luanda - A apresentação pública da primeira edição da Bienal de Paz de Luanda - Fórum Pan-Africano da Cultura da Paz em África, a acontecer entre 18 a 22 de Setembro deste ano, com a participação de 12 países, marcou a semana que hoje, sábado, termina.

  • 01/02/2019 12:19:24

    Bienal de Paz de Luanda marcada para Setembro

    Luanda - A primeira edição da Bienal de Paz de Luanda - Fórum Pan-Africano da Cultura da Paz em África acontece entre 18 a 22 de Setembro deste ano, com a participação de 12 países.