Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

02 Agosto de 2019 | 22h42 - Actualizado em 02 Agosto de 2019 | 22h42

Salas Neto lança obra literária "As Kassumunas do Bairro Indígena"

Luanda - "As Kassumunas do Bairro Indígena " (Ensaio para uma autobiografia avulsa) é a nova obra literária do jornalista Salas Neto, apresentada esta sexta-feira, na Casa de Cultura Njinga Mbande, no distrito urbano do Rangel, em Luanda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Com 117 páginas e prefácio do também jornalista Luís Fernando, o livro trás 25 crónicas que narra histórias vivenciadas ao longo do tempo pelo autor, bem como a cerca de quatro anos que se tornou invisual.

Para a jornalista Luísa Rogério, que fez a apresentação da obra, Salas Neto é reflexo das "Kassumunas" que escreveu, tendo justificado a sua afirmação, com recurso ao provérbio "O verdadeiro amigo é aquele que te avisa quando tens a cara suja", para sustentar que assim é o autor, as vezes dolorosamente frontal e controverso, tal como os trechos inscritos no volume.

Apesar de ser polémico, a jornalista considerou o companheiro de profissão de sensível, solidário e amigo dos seus próximos.

Em declarações à imprensa, Salas Neto precisou que depois de ter ficado invisual, teve duas opções: desistir da vida ou a superação, tendo encontrado na continuidade da escrita a força para continuar a viver.

Com o apoio que ganhou de um amigo, para dominar o "braile electrónico", que lhe permite ler e escrever no computador, afirmou que vai continuar a publicar as suas obras, estando a próxima prevista para o decurso do presente ano.

Das 25 crónicas, quatro já foram publicadas em jornais e as restantes na sua página do Facebook, onde interage com os seus seguidores.

Filho de pais malanjinos, Gonçalves Manuel Afonso Neto, Salas Neto nasceu a 04 de Janeiro de 1960, no bairro Sambizanga, em Luanda.

Iniciou a sua carreira como jornalista em 1985, na Agência Angola Press (Angop), tendo mais tarde passado por órgãos como Jornal de Angola, Correio da Semana, Folha 8, Jornal dos Desportos, Televisão Publica de Angola (TPA) e Semanário Angolense.

Leia também
  • 02/08/2019 18:10:12

    Leitores do Lubango ganham duas obras

    Lubango- Leitores do município do Lubango, Huíla, ganharam hoje, sexta-feira, duas obras intituladas "Doutormania- uma patologia académica" e " O momento de fazer é agora", de autoria de Raimundo Dungula e Jair Pereira, respectivamente.

  • 02/08/2019 05:07:19

    Portugal: Estudante angolana apresenta "Meu Colar de Pérola"

    Lisboa (Da correspondente) - O livro intitulado "O Meu Colar de Pérola", da estudante angolana do curso de Direito, Karem Pacheco, foi apresentado, nesta quinta-feira, em Lisboa, pela Vivências Editora em parceria com a Perfil Criativo.

  • 26/07/2019 19:22:57

    Jovens da CPLP devem dedicar-se a formação - governador

    Luanda - Os jovens criadores de arte da CPLP foram convidados hoje (sexta-feira), em Luanda, pelo governador provincial de Luanda, Sérgio Luther Rescova Joaquim, a inspirarem-se nas maiores referências culturais dos seus países, durante a produção das suas obras e dedicar-se a formação.