Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

14 Janeiro de 2020 | 14h47 - Actualizado em 15 Janeiro de 2020 | 12h51

Falta de espaços causa diminuição de grupos teatrais

Lubango - A exiguidade de salas para a realização de actividades culturais, com realce para a exibição de peças teatrais, causou a diminuição de 84 para 65 grupos teatrais em 2019 na província da Huíla.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Actualmente a província conta com um único espaço localizado no pátio da Cultura, situado no centro da cidade do Lubango.

O director do gabinete local da Cultura, Turismo, Juventude e desportos, Osvaldo Lunda, em declarações à Angop, afirmou que o sector que dirige tem em perspectiva construir, a partir deste ano, dois centros culturais e reabilitar outras áreas, para impulsionar a actividade artística, no quadro do Programa Nacional de Desenvolvimento (PND/2018-2022).

O gestor adiantou que os projectos já estão idealizados, planificados, orçamentados e aprovados pelo governo, estimados em mais de 18 biliões de kwanzas, bem como foram já definidas as áreas para a sua implementação.

Segundo ele, a criação das respectivas infra-estruturas  representarão uma mais-valia para os agentes culturais, adiantando que o programa contempla a criação de espaços para o desenvolvimento das artes nos 14 municípios, como forma de estimular a preservação e divulgação dos valores culturais dos povos da região.

A representação local da cultura tem ainda controlados, 82 grupos de dança e 20 bandas musicais de um universo de mais de mil inscritos em várias disciplinas artísticas e culturais.

Por sua vez, o coordenador provincial da União Nacional dos Artistas e Compositores (UNAC) da Huíla, Serafim Afonso, apelou o governo a persuadir a classe empresarial a investir na construção de infra-estruturas culturais, tais como salas teatrais e de espectáculos para melhor representar.

Considerou importante a abertura de mais locais de lazer e infra-estruturas culturais, visando a promoção do movimento cultural.

Assuntos Cultura   Província » Huíla  

Leia também
  • 10/01/2020 11:56:23

    Agenda cultural

    Luanda - Agenda cultural do fim-de-semana.

  • 08/01/2020 20:21:35

    Responsável quer artistas empreendedores

    Lubango - O chefe do Departamento da Cultura Artes e Património Histórico do sector da Cultura da província da Huíla, Bernardino Gabriel, defendeu hoje, quarta-feira, a necessidade dos artistas apostarem no empreendedorismo para aumentar e valorizar mais as suas obras.

  • 08/01/2020 15:59:28

    Espaço Aplausos tem "cara nova"

    Luanda - O espaço cultural Aplausos, localizado na Centralidade de Cacuaco, província de Luanda, foi reinaugurado nesta quarta-feira, pelo Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa.