Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

25 Fevereiro de 2020 | 06h51 - Actualizado em 25 Fevereiro de 2020 | 06h50

Grupos carnavalescos do interior já em "festa" na Catumbela

Catumbela - Pelo menos quatro, dos seis municípios do interior da província de Benguela que vão participar da fase final do Carnaval/2020, já se encontram na vila da Catumbela, palco da competição desta terça-feira, envolvendo nove grupos infantis e 12 de adultos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Benguela: Domingos Manuel, responsável do grupo Nzinga Mbande da Ganda

Foto: José Honório

Benguela: Marginal da Catumbela

Foto: José Honório

Segundo apurou a Angop no local, trata-se de Bocoio, Cubal, Congoroi e da Ganda, faltando apenas a chegada do Balombo e Caimbambo, para completar o quadro dos seis municípios participantes do interior da província, que se juntarão a outros quatro do litoral (Benguela, Baía Farta, Catumbela e Lobito). 

Entre os grupos que já respiram os ares da Catumbela, realce para o Nzinga Mbande, do município da Ganda, cujo responsável, Domingos Manuel, afirma que o objectivo é competir e mostrar a alegria do seu povo.

Com dois segundos lugares já conquistados, em 2016 e 2017,  o grupo Nzinga Mbande tem 224 figurinos e aposta num estilo de dança baseado no seu “Wanhatcho” (retrato de ritmos locais), com predominância musical que tem o Ngondo e a Mussa (agradecimentos à boas colheitas, na tradição local).

Já o grupo carnavalesco Bravos da Vitória (anfitriã e detentor do troféu 2019), vai desfilar dança Kazukuta ao seu estilo musical de sempre, a Sharanga, que caracteriza o colectivo desde inícios da década 70, aquando da sua fundação, segundo o seu compositor principal e baterista, Joaquim Lopes da Silva “Fly”.

Com 27 títulos principais arrebatados, o “Bravos” leva para marginal da Catumbela 400 foliões, contra os 487 da edição passada, mas Joaquim Lopes da Silva “Fly” assume que o grémio está a viver algumas dificuldades de ordem financeira para vestir seus integrantes e criar a alegoria desejada, em decorrência do contexto que o país vive.

Enquanto isto, a responsável geral do grupo, Gizela dos Santos, informou que o grupo necessitaria de três milhões e 500 mil Kwanzas para preparar a indumentária e a alegoria, porém, recebeu da sua patrocinadora principal (a cervejeira Soba Catumbela), o montante de dois milhões e 100 mil Kuanzas, dos quais 200 mil ficaram na retenção na fonte.

A também herdeira do grupo (fundado pelo seu pai) e considerado património do município da Catumbela lamenta as dificuldades, todavia, reconhece que o sector empresarial local está a braços com a crise, de modo que se acentuam as carências nos preparativos para o Carnaval.

Fly aponta caminho do 28º ceptro

Apesar dos concorrentes de outros municípios que prometem destronar os “papões” do Bravos da Vitória, Joaquim Lopes Fly, por sinal, músico conceituado, defende que o seu grupo constitui uma marca registada no histórico carnavalesco de Benguela, por isso, nada pode temer.

“Que se preparem da melhor maneira aqueles que almeja destronar o Bravos da Vitória, o peso está do lado daqueles e nunca deste, porque com 27 títulos não deixamos dúvidas do nosso trabalho” retorquiu, lembrando que a aposta será um melhor desempenho que leve à vitória, com respeito aos diferentes competidores.

Fly afirma que nem sequer tem costume de assistir à actuação dos outros grupos, porque está mais focado naquilo que faz e deixa um recado: “Quem deseja atingir o patamar do Bravos, deve trabalhar sem cessar”.

O Bravos da Catumbela é a detentor do título do Carnaval/edição 2019.

Leia também
  • 24/02/2020 22:37:32

    Inovação e criatividade marcam desfile da classe A

    Luanda - Inovação e criatividade na dança, indumentária e nas canções marcaram o desfile dos grupos da classe A do Carnaval de Luanda, nesta segunda-feira, evento assistido pelo Presidente da República, João Lourenço.

  • 24/02/2020 21:12:47

    Mais de 400 efectivos da polícia asseguram Carnaval na Catumbela

    Lobito - Quatrocentos e cinquenta agentes afectos a vários órgãos do Comando Provincial de Benguela da Polícia Nacional, incluindo os serviços de bombeiros, estão em prontidão para o asseguramento do desfile do Carnaval edição 2020, a realizar-se nesta terça-feira (25), na marginal do município da Catumbela, apurou a Angop.

  • 24/02/2020 20:57:11

    Amazonas do Prenda presta tributo ao comandante Vidal

    Luanda - O União Amazonas do Prenda, do distrito urbano da Maianga, vai render homenagem ao comandante Pedro Vidal, pelos mais de 40 anos dedicados à cultura nacional, particularmente a dançar o Carnaval.