Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

09 Janeiro de 2018 | 17h46 - Actualizado em 09 Janeiro de 2018 | 17h45

UNITA e cidadãos juntos a fiscalizar governo do Moxico

Luena - Uma maior fiscalização das acções do governo local durante o ano corrente será feita pela UNITA, que encoraja os cidadãos a exercerem o mesmo papel, para consolidar a governação participativa, referiu hoje, no Luena, o secretário provincial do partido, João Muzaza Caweza.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Moxico: Secretários provincial da UNITA no Moxico

Foto: Angop

UNITA quer cidadãos a fiscalizar acções do governo do Moxico

Foto: Angop

O responsável provincial do maior partido da oposição em Angola fez estas referências durante o discurso que proferiu no encerramento da I reunião extraordinária do comité local, avisando que a fiscalização será a “todos os níveis”.

Defende ser necessário que se lute, constantemente, contra “tendências divisionistas” e de “subordinação de cultura de uns aos outros”, pois, que todos são iguais perante os seus valores culturais, hábitos, usos, costumes, tradições e à lei.

João Muzaza Caweza disse que a província do Moxico já “perdeu muito dinheiro com obras inacabadas, estradas quase inexistentes e intransitáveis, isolando a população no interior da província”.

A UNITA no Moxico planeja ainda, para este ano, desenvolver actividades sociais e aprimorar o diálogo com as instituições do governo e do Estado, a vários níveis, no quadro da consolidação da paz e reconciliação nacional, estabilidade política desejada e aprofundamento da democracia.

Durante dois dias, o encontro visou elevar os níveis políticos de organização e mobilização, aprofundar a unidade e coesão interna, à luz das conclusões e recomendações saídas da terceira reunião ordinária da Comissão Política do partido, realizada em Luanda, de 14 a 16 de Dezembro de 2017.

Leia também
  • 05/01/2018 16:07:40

    Congoleses lideram imigração ilegal em Angola em 2017

    Luena - Duzentos e 17 cidadãos estrangeiros, 195 dos quais da República Democrática do Congo (RDC), foram expulsos do território nacional em 2017, por estadia e permanência ilegal.

  • 04/01/2018 17:39:46

    País homenageia mártires da repressão colonial

    Luanda - O país homenageou nesta quinta-feira os angolanos assassinados pelo exército colonial português, na Baixa de Cassanje, província de Malanje, a 4 de Janeiro de 1961.

  • 26/12/2017 13:12:51

    SME repatria imigrantes ilegais

    Malanje - Pelo menos cento e 99 cidadãos da República Democrática do Congo (RDC) foram repatriados para o país de origem, no período de Novembro de 2016 a Novembro deste ano, por estadia ilegal na província, informou nesta terça-feira o director do Serviço de Migração e Estrangeiros (SME), Laureano Dias dos Santos.