Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

12 Março de 2018 | 15h20 - Actualizado em 12 Março de 2018 | 19h27

Zaire: Responsável defende medidas duras aos promotores da imigração ilegal

Mbanza Kongo - O Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) preconizou hoje, em Mbanza Kongo, província do Zaire, a aplicação de penas pesadas aos angolanos envolvidos no crime de auxílio e promoção à imigração ilegal.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Populares no posto migratório da comuna do Luvo, província do Zaire

Foto: ANTONIO ESCRIVÃO

O director provincial do SME na província do Zaire, Francisco António Paulo, considerou “brandas” as penas aplicadas aos angolanos que insistentemente se enveredam por está prática.

Francisco António Paulo falava no acto de recepção, pelo SME, de 108 cidadãos estrangeiros ilegais da República Democrática do Congo (RDC), detidos no último fim-de-semana pela Polícia de Guarda Fronteira, na comuna do Luvo.

Segundo disse, os órgãos do Ministério do Interior sedeados na região tudo têm feito para o combate à imigração ilegal, apesar da vulnerabilidade da fronteira terrestre e fluvial da província do Zaire com a região do Congo Central (RDC).

“Os auxiliadores de estrangeiros ilegais têm sido detidos e remetidos a juízo e são condenados, mas nós achamos que as penas aplicadas são brandas. Há toda necessidade de haver mais severidade na aplicação de penas a esses cidadãos nacionais”, defendeu.

O responsável lembrou que a moldura penal prevista para esse tipo de crimes vai de dois a oito anos de prisão, nos termos da Lei 02/07, mas, actualmente, os infractores são condenados a penas de três a seis meses de cadeia.

 
 

Leia também
  • 30/01/2019 18:32:34

    SME recolhe estrangeiros em situação migratória ilegal

    Soyo - Duzentos e treze cidadãos da República Democrática do Congo (RDC), que viviam ilegalmente no município do Soyo, província do Zaire, foram recolhidos e repatriados hoje, quarta-feira, pelo Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) na região.

  • 29/01/2019 17:16:49

    SME expulsa estrangeiros por irregularidades migratórias

    Mbanza Kongo - Cinquenta e nove cidadãos da República Democrática do Congo (RDC) foram expulsos nesta segunda-feira, pelo Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) na província do Zaire, por entrada ilegal no território nacional.

  • 23/01/2019 11:00:44

    Polícia detém 289 violadores de fronteira

    Mbanza Kongo - A Polícia de Guarda Fronteira (PGF) na província do Zaire deteve, nos últimos sete dias, 289 cidadãos da República Democrática do Congo (RDC) por tentativa de violação do perímetro fronteiriço que separa esta parcela do território nacional da região do Congo Central.

  • 22/01/2019 12:04:56

    Dirigente quer mais capacidade de liderança dos militantes

    Mbanza Kongo - Maior capacidade de liderança e espírito de missão recomenda-se aos militantes do Mpla no município de Mbanza Kongo, província do Zaire, para garantir a vitória do partido nas próximas eleições autárquicas, marcadas para 2020.